“Não sejamos ingênuos em acreditar nas montagens” adverte Ciro Nogueira.

Dê sua opinião: