Senado

Wellington Dias volta ao Senado para votar em Flávio Dino para ministro do Supremo

Nesta quinta-feira (14), Wellington Dias retorna ao MDS e retoma as agendas de combate à fome pelo país

Senador Wellington Dias discursa pela aprovação do nome de Flávio Dino para ministro do STF

Senador Wellington Dias discursa pela aprovação do nome de Flávio Dino para ministro do STF Foto: Roque de Sá/Agência Senado

O ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias retornou ao mandato no Senado Federal nesta quarta-feira (14) para participar da votação que aprovou o nome de Flávio Dino para o Supremo Tribunal Federal.




Dias comemorou o resultado e elogiou Dino pela qualificação jurídica.  Nesta quinta-feira (14), Wellington Dias retorna ao Ministério e segue as agendas de combate à fome no país.




Herança

O mais novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Flávio Dino, herdará acervo de 344 processos ao assumir o cargo, entre eleso que apura a atuação do governo do ex-presidente Jair Bolsonaro durante a pandemia de Covid-19 e sobre a legalidade dos indultos natalinos assinados durante a gestão do ex-presidente.

Mais cedo, Dino foi sabatinado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e teve o nome aprovado por 17 votos a 10. Em seguida, ele também foi aprovado pelo plenário da Casa com placar de 47 votos a 31.




Atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino foi indicado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para ocupar a cadeira deixada pela aposentadoria da ministra Rosa Weber, ocorrida em outubro deste ano.


Dino deve ser empossado em fevereiro de 2024, após o período de recesso do Supremo.


O recesso dos ministros começa no dia 20 de dezembro. Os trabalhos serão retomados em 1° de fevereiro de 2024. Segundo a Corte, não há tempo hábil para realização da posse em uma semana.

Fonte: Redação/Agência Brasil

Dê sua opinião: