Senado

Senador participa de manifesto virtual sobre orçamento para a Educação

A perspectiva é que a pasta sofra um corte de cerca de R$ 2 bilhões em recursos já no próximo ano

Senador Marcelo Castro (MDB)

Senador Marcelo Castro (MDB) Foto: Assessoria Parlamentar

Em encontro virtual que reuniu mais de 16 frentes parlamentares e 70 movimentos da Educação no último dia 17, foi discutido o orçamento destinado à Educação em 2021. O encontro contou com a participação do senador Marcelo Castro (MDB), que é ex-ministro da saúde e ex-presidente da Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional.

"Sempre estarei em defesa da Educação, porque acredito que é um dos principais fatores de mudança no mundo. Em meio a uma pandemia igual a que enfrentamos, a educação, a ciência e o conhecimento são nortes para sairmos com menor impacto possível", destacou o senador nas redes sociais.

A perspectiva é que em 2021 os setores tenham cortes de quase R$ 2 bilhões e as duas Agências de Fomento da Pesquisa no Brasil, CNPq e Capes, fiquem com seus orçamentos dependentes de créditos suplementares, o que comprometerá o pagamento das bolsas a partir do segundo semestre. 

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, o ex-ministro da Educação Renato Janine Ribeiro, além do líder da Oposição no Congresso Nacional, o senador Randolfe Rodrigues, foram alguns dos nomes que também participaram do encontro.

“Além de um orçamento justo para a pasta da Educação, defendemos a autonomia universitária e a dos institutos federais, com a nomeação dos reitores eleitos em processo democrático e dos concursados. Faz-se necessária a imediata instalação da Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional para discutir os recursos para a Educação para 2021 e de uma Comissão-Geral no Parlamento brasileiro para tratar o tema”, defendem os organizadores do ato.

Os deputados federais Merlong Solano e Rejane Dias, ambos do Partido dos Trabalhadores (PT) no Piauí, também são signatários do documento. 

Confira abaixo o manifesto:

Fonte: Asssessoria Parlamentar/SBPC

Dê sua opinião: