Senado

Elmano não descarta candidatura ao Governo do Estado em 2022

Mesmo citando o senador Ciro Nogueira, e os ex-prefeitos Silvio Mendes e Firmino Filho, o senador não descartou seu nome na disputa

Senador Elmano Férrer (Progressistas)

Senador Elmano Férrer (Progressistas)

O senador Elmano Férrer (Progressistas) não descarta o seu nome para a disputa pelo governo do Piauí em 2022. A declaração foi fetia na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), nesta segunda-feira (11), oportunidade em que também fez uma avaliação sobre seu mandato de senador.

Questionado sobre as possibilidades de candidaturas ao Governo do Estado, de membros que já fazem parte dos quadros do Progressistas no Piauí, o senador destacou o nome do senador Ciro Nogueira, líder nacional do partido.

“Já temos um pré-candidato com muitos prefeitos, que é o senador Ciro Nogueira, que tem prestado relevante serviço ao estado do Piauí, em todos os governos até aqui. Uma liderança muito sólida aqui no estado do Piauí e nacionalmente. É um nome que está sendo apresentado, inclusive, pelos próprios prefeitos. E no meu entendimento ele tem relevante serviço prestado ao estado do Piauí”, declarou Elmano Férrer.

Apesar de citar o nome do senador Ciro Nogueira,  Elmano não descartou outras possibilidades que poderão ser lançadas pelo partido, ou apoiadas para disputar o governo no próximo ano, como os ex-prefeitos de Teresina, Silvio Mendes e Firmino Filho, além de seu próprio nome. “O partido tá crescendo. Tem o Silvio Mendes, Tem o Firmino, e de reserva tem eu”, avaliou o senador.

Sobre a reeleição para o Senado, em 2022, Elmano afirmou que tudo irá depender de sua avaliação junto à população piauiense.

“[...] se eu tiver bem de saúde,  se tiver uma avaliação razoável do povo de alguns segmentos do Estado, é natural que eu vou continuar servindo ao meu Estado e ao meu país. Se eu tiver um percentual nas pesquisas, claro que eu vou colocar o nosso nome pra continuar trabalhando como nós sempre estivemos”, revelou o senador.

Já sobre o seu relacionamento com a capital, mesmo após a mudança no comando da cidade, com a vitória nas urnas de Dr. Pessoa (MDB) e consequente derrota do PSDB em Teresina, o senador afirmou que nada seria alterado.

“A cidade que me acolheu, que me recebeu de braços abertos há 54 anos, tudo que eu puder fazer por essa cidade eu continuarei fazendo”, finalizou o senador.

Dê sua opinião: