Senado

Ciro Nogueira usa a fábula "A raposa e as uvas" para responder Lula

O senador piauiense, segundo interlocutores, disse que o ex-presidente não deve critica-lo ou despreza-lo por não lhe ter como aliado

Ciro Nogueira diz ser o amortecedor de Bolsonaro

Ciro Nogueira diz ser o amortecedor de Bolsonaro

O ministro da Casa Civil, senador licenciado Ciro Nogueira (PP-PI), decidiu usar a fábula "A Raposa e as Uvas" para responder o ex-presidente Lula sobre o seu "casamento" com o presidente Bolsonaro. O entendimento dessa resposta foi feita por vários interlocutores próximos de Ciro Nogueira. Lula, durante visita a Teresina, declarou que a união do senador piauiense e o presidente Bolsonaro vai durar pouco tempo.

A fábula da Raposa e as uvas, em resumo, sugere que não se pode criticar ou desprezar aquilo que não se consegue conquistar.

O jornalista Gerson Camarotti, do G1, publicou matéria sobre o assunto. Confira:

Ciro Nogueira rebate provocação de Lula com fábula: 'não devemos desprezar o que não conseguimos conquistar'

Interlocutores próximos ao ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP-PI), decifraram a publicação feita pelo político em redes sociais nesta quinta-feira (19) e considerada enigmática pela classe política.

Segundo esses interlocutores, a postagem sobre a fábula "A Raposa e as Uvas", atribuída a Esopo, foi uma resposta ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em viagem a Teresina, na quarta, Lula disse que o "casamento" entre Nogueira e o presidente Jair Bolsonaro duraria pouco.

Na rede social, Ciro retomou a fábula clássica sobre uma raposa que, ao não conseguir alcançar as uvas nos galhos mais altos, despreza e critica os frutos.

"MORAL DA HISTÓRIA: Não devemos desprezar nem criticar as coisas que não conseguimos conquistar. As fábulas de Esopo nos deixam lições que são sempre sábias e úteis, por toda a vida", escreveu o ministro, sem revelar para quem seria a indireta.

Leia, abaixo, a íntegra da postagem do ministro Ciro Nogueira:

Chegando uma Raposa a uma parreira, viu-a carregada de uvas maduras e formosas e cobiçou-as. Começou a fazer tentativas para subir; porém, como as uvas estavam altas e a subida era íngreme, por muito que tentasse não as conseguiu alcançar. Então disse:

- Estas uvas estão muito azedas, e podem manchar-me os dentes; não quero colhê-las verdes, pois não gosto delas assim.

E, dito isto, foi-se embora.

MORAL DA HISTÓRIA: Não devemos desprezar nem criticar as coisas que não conseguimos conquistar.

As fábulas de Esopo nos deixam lições que são sempre sábias e úteis, por toda a vida.

Fonte: G1

Dê sua opinião: