Poderes

"Inadimissível": Piauí tem 224.659 pessoas com a segunda dose da vacina atrasada

"Isso é inadmissível diante da dificuldade que enfrentamos para garantir vacinas para todos”, lamenta Florentino Neto

Florentino Veras Neto, Secretário de Saúde do Piauí

Florentino Veras Neto, Secretário de Saúde do Piauí Foto: Reprodução

O Piauí tem 224.659 piauienses com a segunda dose da vacina contra covid-19 há 15 dias de atraso ou mais. São pessoas que já poderiam ter tomado à segunda dose de acordo com o aprazamento de cada imunizante, no entanto não buscaram os serviços de saúde até o momento.

Do total do público que está com a segunda dose em atraso, 83.061 tomaram a vacina Coronavac; 107.508 Oxford/AstraZeneca; e 34.090 Pfizer/BioNTech. Em relação à dose de reforço, as pessoas com mais de 18 anos e que tomaram a segunda dose há cinco meses já podem ir a uma unidade de saúde tomar a terceira dose da vacina. Até o momento, apenas o imunizante da Pfizer está liberado para esse fim.

De acordo com a FioCruz, a maior parte dos atrasados tem idade entre 30 e 60 anos, como é o caso da Astrazeneca. Para a Coronavac  foi observado um atraso distribuídos nas faixas entre 60 e 90 anos e, também entre os mais jovens de 20 a 40 anos. Já o atraso na segunda dose da Pfizer está concentrado entre 30 e 50 anos.

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, alerta a população que a imunização completa é que garante a proteção contra a doença. “É importante que as pessoas busquem as unidades de saúde para se vacinarem contra a Covid-19, incluindo também a dose de reforço. O esquema completo de vacinação é a principal garantia de defesa contra a doença”, ressalta. 

Para o gestor, além de não garantir a efetividade completa da imunização, os atrasos podem acarretar no aumento de casos, óbitos e também no surgimento de novas variantes. “Temos percebido o aumento gradativo no número de vacinas atrasadas no estado a cada relatório divulgado pela FioCruz. Isso é inadmissível diante da dificuldade que enfrentamos para garantir vacinas para todos”, destaca Florentino Neto.

Levando em consideração as cinco maiores cidades do estado a capital Teresina está com 47.250 pessoas com a vacina atrasada. Na segunda cidade mais populosa do Piauí, Parnaíba, conta com 16.673 faltosos. Já no município de Picos estão sem completar o esquema vacinal 4.586, em Piripiri são 3.939 indivíduos e em Floriano 5.073 pessoas devem voltar aos postos para tomar a D2.

Fonte: Sesapi

Dê sua opinião: