Poderes

Esgotamento sanitário avança em Teresina: 100% da capital já tem água tratada

Obras na Av. Centenário prosseguem sem grandes transtornos para a cidade

Obras na Avenida Centenário na zona Norte de Teresina

Obras na Avenida Centenário na zona Norte de Teresina Foto: Águas de Teresina

Teresina já conta com 100% da área urbana abastecida com água tratada de qualidade e com regularidade. Agora, terá sua infraestrutura ainda mais valorizada com a ampliação da rede de coleta e tratamento de esgoto, a partir dos investimentos da Águas de Teresina. Neste momento, as obras de esgotamento sanitário acontecem de forma tranquila na avenida Centenário, bairro Aeroporto, em um investimento que irá elevar o índice de saneamento da região e garantir melhora significativa na saúde pública e no desenvolvimento socioeconômico da capital.

Em razão dos trabalhos, a avenida Centenário, no trecho que compreende as ruas Território Fernando de Noronha e Gonçalves Lêdo, está temporariamente interditada, no sentido Norte-Sul. Entretanto, todos os trechos estão devidamente sinalizados numa parceria com a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (STRANS). E os trabalhos estão sendo executados com o propósito de causar o mínimo de impacto possível no tráfego de veículos da região e para os moradores do entorno.


“Sabemos que essas intervenções sempre trazem desconfortos momentâneos. Porém, os benefícios são duradouros. Com a instalação dessas redes, todo esgoto que antes era lançado in natura no rio, passa a ser direcionado para uma estação de tratamento de esgoto e volta para o meio ambiente com uma carga orgânica muito reduzida. Então, traz impactos positivos no que se refere à preservação ambiental, traz a valorização imobiliária e elimina os esgotos a céu aberto, refletindo diretamente na qualidade de vida e saúde das pessoas”, explica Cassiano Costa, gerente de Engenharia da Água de Teresina.

Outro ponto importante é que todas as obras estão alinhadas ao cronograma do Plano de Investimento em Esgoto que foi apresentado à cidade no ano de 2018, que traz diretrizes para projetos, obras e investimentos para que, ao longo dos próximos anos, toda a área urbana da capital tenha acesso ao serviço de esgotamento sanitário. A meta contratual prevê a ampliação da rede de esgoto de forma gradativa, chegando a 90% até o ano de 2033. Todos os prazos estão alinhados ao que prevê o novo marco regulatório do saneamento básico.

“Estamos gerando empregos, modernizando a infraestrutura local e valorizando os imóveis. Além disso, até o final do ano, estamos chegando a 40% de esgoto coletado e tratado na nossa cidade. Esse é um trabalho desenvolvido em quatro anos da atuação que vem contribuindo para que o meio ambiente continue sendo preservado e respeitado. Um ciclo de vida e preservação que é garantido quando uma cidade é saneada”, reforça Fernando Lima, diretor-executivo da Águas de Teresina.

Fonte: Águas de Teresina

Dê sua opinião: