Senado

Wilson Martins reage à crítica de Ciro Nogueira sobre a reaproximação do PSB com PT

“Acho mais estranho se beneficiar de um palanque e se afastar", devolveu o ex-governador

Ex-governador Wilson MArtins não descartou possibilidade políticas no futuro

Ex-governador Wilson MArtins não descartou possibilidade políticas no futuro

Quase um mês depois das críticas do presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, à reaproximação do PSB ao governo Wellington Dias, o  presidente do Partido Socialista Brasileiro no Piauí,  ex-governador Wilson Martins, decidiu se manifestar.

“O Ciro esteve com o Wellington até recentemente. Em um palanque que ele enaltecia o PT, o governador, o Lula, e mal passou a eleição se afastaram”, lembrou.

“Enquanto crescem os números de infectados e mortes pela Covid-19 e a vacinação não avança por inépcia do governo estadual, o governador, em vez de buscar soluções para isso, gasta seu tempo e energia atrás de espaços para acomodar políticos na estrutura do governo. Wellington Dias segue como alguém que pensa mais em eleição e menos, muito menos, na população. Agora mesmo, o governador usou seu tempo para reunir-se com políticos do PSB, com e sem mandato, para lotear ainda mais o governo. Vai fazer a entrega da Secretaria de Defesa Civil ao ex-governador Wilson Martins. Assim, Wellington Dias faz do governo moeda de troca política, quando deveria fazer uma ação pela vida e em favor da saúde dos piauienses”, atacou Ciro Nogueira, em postagem no Twitter no dia 15 de abril.

 “Acho mais estranho se beneficiar de um palanque e se afastar do que se reaproximar depois com um entendimento. Não tem nenhuma estranheza no fato de políticos se entenderem de uma forma totalmente transparente. Um alinhamento de pensamento e ideologia. No Brasil inteiro uma composição do PP com o PT só no Piauí. Já o PSB com o PT ocorre naturalmente e historicamente. Às vezes provocamos um descontentamento, sentimento de perda e inveja por conta de uma decisão tomada. Isso é compreensível. É um sentimento em pessoas que não conseguem uma conquista e não conseguem. É público que o senador queria que o PSB estivesse com ele”, reagiu Wilson Martins.

Fonte: Redação

Dê sua opinião: