Wellington Dias comenta áudio do senador Ciro Nogueira: entrego tudo nas mãos de Deus

Ciro Nogueira disse que governador pode perder o Senado se brigar com aliados

Ciro Nogueira e Wellington Dias podem estar separados em 2022

Ciro Nogueira e Wellington Dias podem estar separados em 2022

O governador Wellington Dias (PT-PI) comentou nesta segunda-feira (2) o conteúdo do áudio divulgado nas redes sociais e em portais de notícia com as análises do presidente nacional do Progressistas, senador piauiense Ciro Nogueira, sobre as eleições de 2022. Questionado se o discurso de Ciro atrapalha a aliança do PT com o PP e se azedou a relação entre os dois, WDias garante que não.

“Da minha parte não. Vamos seguir buscando trabalhar com todas as pessoas que queiram ajudar, contribuir neste propósito de desenvolver o Piauí. Tenho tratado com todos os nossos líderes é que a gente possa ter uma coisa de cada vez, de um lado centrar no principal que é muito trabalho pelo Piauí. Segundo, as eleições 2020 que vamos tratar em 2020. E 2022 vamos tratar em 2022. Deus é quem comanda tudo, então, eu sempre entrego nas mãos de Deus”, desconversou o governador.

“Eu tenho todo um carinho, agradecimento por todo time que esteve comigo na campanha de 2018. Todo o meu esforço para que a gente possa tocar o projeto que ali atrás nós aprovamos. 2019, é um ano para trabalhar e já tem muitas ações em andamento”, afirmou ele

Na quinta-feira (28), vários portais – inclusive o PARLAMENTOPIAUÍ.COM – publicaram o áudio com a advertência de Ciro Nogueira: “se o Wellington quiser brigar, ele vai perder o Senado”. Ciro se apressou em desmentir o áudio. “Quanto aos boatos, as fake news, as fofocas, eu acho que quem perde tempo com isso devia fazer o mais importante: trabalhar pelo Piauí. Fofoca não reforma escola, não melhora posto de saúde, fofoca não ajuda as prefeituras, não cria emprego. Eu não vou ficar discutindo fofoca. Eu vou continuar trabalhando”, garantiu o senador

Fonte: Paulo Pincel

Dê sua opinião: