Wellington Dias participa de inauguração da sede do Consórcio Nordeste em Brasília

Em abril, o Nordeste receberá empresários e membros de governo da França e Itália que buscam investir em diversas áreas

Reunião foi realizada em Brasília

Reunião foi realizada em Brasília

O governador Wellington Dias participou da inauguração da sede do Consórcio Nordeste, em Brasília no último dia 11. Na oportunidade o governador destacou que tratava-se de um momento marcante, já que participou desde o iniciou da fundação da entidade.

“Ver o Consórcio Nordeste hoje sendo uma realidade, com uma sede que garante as condições de perpetuidade, de permanência e vida longa, é fundamental”, declarou Wellington.

O governador da Bahia e presidente do Consórcio Nordeste, Rui Costa, afirmou que o espaço vai reunir também estados do Norte e Centro-Oeste. “É um espaço onde faremos várias reuniões e a integração das regiões vai facilitar a unificação de pautas e ações das três regiões que lutam para desenvolver, gerar renda e melhorar a vida da população”, destaca o gestor.

Wellington destacou também algumas das pautas tratadas na reunião dos governadores, dentre eles o regramento Nordeste para a área do gás, recursos da educação e a recepção de investidores estrangeiros na região, como resultado das viagens internacionais realizadas pelos governadores.

“Vamos trabalhar junto ao Colegiado dos Procuradores para que possamos restabelecer valores devidos pela União aos estados, na área da educação. A união fez uma alteração no coeficiente. E estados como o Piauí perderam algum em torno de R$ 90 milhões de reais no ano de 2020. Isso coloca em dificuldade o equilíbrio nas contas dessa área”, disse Dias.

De acordo com o governador, em abril, o Nordeste receberá empresários e membros de governo da França e Itália que buscam investir em diversas áreas. “Resultado das nossas agendas no exterior”, ressaltou o gestor.

“Teremos também uma agenda onde vamos dialogar com a comunidade europeia em Bruxelas, e também com a Espanha, para ter condição de ter esse país como principal parceiro do Nordeste, com muitas perspectivas de novos investimentos”, disse o chefe do Executivo piauiense.

                                    

    

Dê sua opinião: