Taxa de infecção cai para 0,9 e reabertura de atividades deve ser anunciada no sábado

Aumento ou queda da transmissão vai depender do comportamento da população

Governador do Piauí, Wellington Dias (PT)

Governador do Piauí, Wellington Dias (PT) Foto: Reprodução/Paulo Pincel

O governador do Piauí, Wellington Dias anunciou nesta quinta-feira (4), o resultado da 5ª etapa da pesquisa (amostragem estadual) sobre a infecção da Covid-19 no estado. pelos dados do Instituto Amostragem, a taxa de transmissão da doença caiu de 1.7 (uma pessoa transmite para quase duas) para 0.9 (uma pessoa transmite para uma). O resultado se dá pelas medidas adotadas para o isolamento e estruturação da rede de saúde, além do aumento dos cuidados básicos com a higiene pessoal pela população.

Os estudos foram feitos em 3.999 pessoas testadas em 11 municípios. Foram detectados 107 casos positivos em residências pesquisadas. A estimativa é que o Piauí possua 87.579 infectados mas, até o momento, foram registrados 6.064 casos confirmados e 202 óbitos.


“O Piauí teria, nesta etapa, cerca de 120 mil pessoas infectadas, mas a pesquisa revela um número inferior. Na primeira pesquisa, tínhamos cerca de 4 mil pessoas transmitindo para 17 mil e esses 17 mil, que eram pra quadruplicar, apenas dobraram. A projeção de óbitos também era muito alta, com cerca de 18 mil mortos, mas o Piauí, hoje, tem 202 óbitos. Isso chama a atenção para que as pessoas mantenham os novos hábitos, pois é necessário se adaptar a esse novo mundo”,  defendeu o governador.

De acordo com o diretor do Instituo Amostragem, Batista Teles, a taxa é promissora, mas dinâmica. O aumento ou queda do índice de transmissão dependerá do comportamento da população. Os cuidados pessoais têm aumentado, porém não pode se valer disso para relaxar nas medidas preventivas. Todos devem manter e até aumentar o uso de máscaras e a higienização com álcool em gel ou lavar as mãos com sabão. Outro fator importante é o distanciamento social, que tem diminuído, mas que ainda precisa ser respeitado”, alertou.

A taxa de transmissão do novo coronavírus é apontada pelo R0, um parâmetro para saber se a transmissão tem aumentado ou diminuído. “Nós tínhamos dados que eram exteriores ao estado, que não eram produzidos aqui e o governo resolveu desafiar essa lógica para produzir baseado na sua própria realidade, o que permitiu, junto com as medidas adotadas e os cuidados higiênicos, essa queda significativa na taxa de transmissão”, afirmou o secretário de Saúde, Florentino Neto.

Fonte: CCom

Dê sua opinião: