Alepi

Discutida inclusão de policiais na lista prioritária de vacinação

Caso seja aprovado, serão beneficiados os profissionais que atuam na linha de frente de combate à Covid-19

Deputado estadual Coronel Carlos Augusto durante encontro com secretário de Saúde, Florentino Neto.

Deputado estadual Coronel Carlos Augusto durante encontro com secretário de Saúde, Florentino Neto. Foto: Reprodução

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, reuniu-se, nesta quarta-feira (24), com o deputado estadual coronel Carlos Augusto (PL), oportunidade em que trataram sobre a vacinação dos profissionais de segurança pública que estão envolvidos em ações vinculadas à Covid-19. Os policiais atuam nas barreiras sanitárias, nos atos de fiscalização de apoio às ações da Vigilância Sanitária, bem como na guarda e transporte de vacinas.

O deputado requereu ao Governo do Estado e ao Centro de Operações de Emergência (COE) a inclusão dos profissionais de segurança pública nos grupos prioritários no Cronograma Estadual de Operacionalização da Vacina Contra a Covid-19. Ele entende que a categoria corre os mesmos riscos dos demais profissionais envolvidos.

O secretário da Saúde explica que, além do requerimento do deputado, existe também uma recomendação do Ministério Público nesse mesmo sentido. Segundo ele, a proposta de vacinação dos policiais militares, bombeiros, policiais civis e policiais penais que estão trabalhando na linha de frente de combate ao novo coronavírus no estado será levada à discussão na Comissão Intergestora Bipartite (CIB).

“É justo vacinar esses profissionais que zelam pelas condições sanitárias e trabalham diuturnamente para levar segurança à população”, acrescenta Florentino Neto. Segundo o secretário, caso a vacinação dos policiais seja aprovada na CIB, quem vai definir o público a ser vacinado será o comando das corporações.

Fonte: Sesapi

Dê sua opinião: