Demais Poderes

Comitê da Saúde aprova antecipação da segunda dose da vacina AstraZeneca no Piauí

Vacinação antecipada vai depender do estoque do imunizante nos municípios

Vacina AstraZeneca/Fiocruz

Vacina AstraZeneca/Fiocruz Foto: Agência Brasil/Reuters/Sérgio Perez

Nota informativa da Comissão Intergestora Bipartite (CIB), composta por membros da Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi) e do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), aprovou a antecipação da segunda dose da vacina AstraZeneca, de doze para dez semanas.

A vacinação antecipada é uma recomendação e condicionada ao município possuir os imunizantes em estoque. De acordo com a bula da AstaZeneca a vacina pode ser aplicada no intervalo de quatro a doze semanas.

“O documento técnico-científico da FioCruz sobre a vacina descreve que o esquema vacinal consiste de duas doses, sendo que a segunda pode ser administrada entre quatro e doze semanas após a primeira dose e um intervalo de dose mais longo proporciona uma eficácia com mais certeza para intervalos de oito a doze semanas. Por isso, podemos recomendar a antecipação para dez semanas”, explica a diretora de Vigilância em Saúde da Sesapi, Cristiane Moura Fé.

Alguns municípios solicitaram a antecipação da vacina à comissão, devido ao estoque parado na rede de frio, que pode vir a comprometer a capacidade de armazenamento dos imunobiológicos que devem chegar em remessas futuras.

“Lembramos que, se o município não possui o estoque, ele deve manter as instruções de doze semanas e esperar as remessas de segunda doses, que serão envidas pelo Ministério da Saúde”, enfatiza a diretora.

Fonte: Ascom Sesapi

Fonte: Sesapi

Dê sua opinião: