Poderes

Rede aciona STF para que Anvisa apresente registro da Coronavac em 72 horas

Anvisa quer prazo de dez dias para dar o parecer sobre o uso da vacina

Rede acionou a Anvisa no Supremo

Rede acionou a Anvisa no Supremo Foto: Reprodução

O partido Rede Sustentabilidade apresentou nesta segunda-feira (11) uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) entregue em 72 horas o registro da Coronavac. A substância é produzida pelo Instituto Butantan, de São Paulo, em parceria com o laboratório chinês Sinovac Life Science.

Veja a íntegra da ação no STF!

Petição incidental Anvisa.pdf

A Anvisa trabalha com um prazo de dez dias para dar o parecer sobre o uso da vacina a partir da data de recebimento da solicitação, que aconteceu na sexta-feira (8).

A Coronavac é objeto de disputa política entre o presidente Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). O presidente já afirmou mais de uma vez que o governo federal não iria adquirir doses dessa vacina e fez críticas ao tucano, o acusando de aproveitar o imunizante politicamente para ser candidato a presidente em 2022.

Na apresentação sobre os resultados dos testes, o Instituto Butantan informou que a vacina teve uma eficácia de 78% no Brasil. Para casos graves e moderados, a eficácia foi de 100%. Ou seja, nenhum dos vacinados na fase de testes desenvolveu casos graves da doença.


Fonte: Congresso em foco

Dê sua opinião: