Poderes

PRO Piauí Municípios vai melhorar as condições de vida da população , aponta Idepi

A afirmação é do diretor-geral do Idepi, Leonardo Sobral

Diretor-geral do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), Leonardo Sobral

Diretor-geral do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), Leonardo Sobral Foto: Assessoria/Idepi

o diretor-geral do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), Leonardo Sobral, avalia que o PRO Piauí Municípios chega para alavancar ainda mais o desenvolvimento social e econômico dos municípios do interior do estado. O Programa foi lançado, nesta terça-feira (8), pelo governador Wellington Dias e pelo coordenador do PRO Piauí e secretário da Fazenda, Rafael Fonteles, que anunciaram investimentos de mais de R$ 500 milhões na realização de obras nos 224 municípios do estado, em áreas como infraestrutura, saneamento básico, abastecimento d´água, lazer, mobilidade urbana, dentre outras melhorias.

“O programa chega para revolucionar e melhorar as condições de vida da nossa população, especialmente pelos investimentos em infraestrutura social e em obras consideradas fundamentais para os municípios e para as milhares de famílias que serão beneficiadas em todo o estado”, destacou Leonardo Sobral

O Idepi é um dos órgãos do Estado envolvidos na execução dos serviços e obras do PRO Piauí. Segundo Leonardo Sobral, em dois anos já foram entregues 127 obras de infraestrutura em 76 cidades piauienses. Outros projetos seguem em andamento, sendo a maioria deles com recursos garantidos pelo Programa.

O PRO Piauí Municípios foi criado após ouvir lideranças políticas, entidades e a população dos municípios sobre as principais demandas locais. As obras e ações serão executadas em parceria com os municípios e com recursos provenientes do Tesouro Estadual e de emendas parlamentares

Além do Idepi, também participarão da execução de obras, o Departamento de Estradas de Rodagem do Piauí (DER), a Fundação de Esportes do Piauí (Fundespi) e Secretarias de Estado dos Transportes (Setrans), das Cidades (Secid), do Turismo (Setur) e do Agronegócio (Seagro), todos coordenados pelo secretário Rafael Fonteles.

Fonte: CCom

Dê sua opinião: