Poderes

Dr. Pessoa recua e volta a restringir funcionamento de Shoppings aos finais de semana

Estabelecimentos poderão funcionar somente até a próxima sexta-feira (30), até às 22h

Prefeitura recua e volta a restringir funcionamento de Shoppings aos finais de semana

Prefeitura recua e volta a restringir funcionamento de Shoppings aos finais de semana Foto: Reprodução

O prefeito de Teresina Dr. Pessoa recuou da decisão em liberar o funcionamento dos shopping centers durante os finais de semana, conforme havia sido determinado através de novo decreto publicado na segunda-feira (26). Em nova decisão, a administração municipal da capital proibiu o funcionamento dos shoppings, que agora não poderão funcionar no sábado (1) e domingo (2).

De acordo com a Prefeitura de Teresina, a liberação do funcionamento dos shoppings para o próximo sábado (1) e domingo (2), assim como previa o decreto publicado na segunda-feira (26), foi resultado de um equívoco na redação do texto do decreto.

Conforme novo decreto, os Shoppings Centers poderão funcionar, para atendimento ao público, entre os dias 26 ao dia 30 de abril de 2021, no horário de 12:00 às 22:00 horas. 

Em toda a capital, também Fica permitido o funcionamento do comércio em geral, nos dias 1º e 02 de maio, exclusivamente para sistema de delivery ou drive- -thru.

Os bares e restaurantes poderão funcionar no sábado (1), com a utilização de som mecânico, instrumental ou apresentação de músico, até as 16 horas, desde que não gerem aglomerações.

Os estabelecimentos autorizados a funcionar pelo decreto, estarão obrigados a cumprir medidas de controle de circulação e aglomeração de pessoas, sendo exigidos a observância e o cumprimento por parte dos estabelecimentos, de regras, como a limitação do acesso ao estabelecimento do número máximo de pessoas, de acordo com a área física do estabelecimento e o uso de equipamentos de proteção individual.

A fiscalização das medidas impostas no decreto será exercida pela vigilância sanitária municipal, em articulação com os serviços de vigilância federal e estadual, pelas equipes de fiscais das Superintendências de Ações Administrativas Descentralizadas - SAADs, Guarda Civil Municipal e pelo PROCON Municipal, sem prejuízo de fiscalizações realizadas pela polícia militar e civil.

Dê sua opinião: