Poderes

Polícia Federal deflagra Operação Urbsluzia no Piauí e Maranhão

Foram cumpridos oito mandados de prisão e de busca e apreensão expedidos pela 1ª Vara Federal em São Luís (MA)

Polícia Federal faz operação para desarticular quadrilha que fraudava o INSS no Piauí e Maranhão

Polícia Federal faz operação para desarticular quadrilha que fraudava o INSS no Piauí e Maranhão Foto: Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou a Operação Urbsluzia, na manhã desta segunda-feira (21)  para cumprir pelo menos oito mandados de prisão e de busca e apreensão expedidos pela 1ª Vara Federal em São Luís (MA) para coibir crimes contra o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) no Maranhão e Piauí. O monitoramento eletrônico com tornozeleira será instalado em sete dos investigados.

Um  servidor do INSS, que atuava na concessão de benefícios, faz parte do esquema de fraude, que consiste em inserção de dados fictícios em processos montados a partir de falsos beneficiários cooptados por familiares do técnico do seguro social. Um policial militar  dava apoio no momento dos saques de grandes somas de dinheiro em espécie feitos na rede bancária nos dois estados.

Estão nas ruas 40 policiais federais de Teresina e Parnaíba, no Piauí, e de São Luís. As diligências ocorrem nos municípios de Luzilândia (PI), Mata Roma e Tutóia (MA). Policiais federai estão na agência da previdência social de Tutóia, onde eram processados os benefícios.

A investigação realizada no âmbito da Força-Tarefa previdenciária, composta pela Polícia Federal e Ministério Público Federal, vis desarticular uma organização criminosa responsável pela fraude na concessão de benefícios, como pensão por morte e auxílio-maternidade, com prejuízo de R$ 1,8 milhões. Com a suspensão dos benefícios fraudulentos, o valor do golpe chega a R$ 4,2 milhões.



Policial federal na sede do INSS
Foto: Divulgação/PF

Fonte: Polícia Federal

Dê sua opinião: