Demais Poderes

Líder do Governo na Câmara será convocado para depor na CPI da Pandemia no Senado

Bolsonaro teria afirmado que as suspeitas sobre compra da Covaxin eram "coisas de Ricardo Barros"

Líder do Governo na Câmara, Ricardo Barros

Líder do Governo na Câmara, Ricardo Barros Foto: Cleia Viana/CâmaradosDeputados

 Os membros da CPI da Covid pediram a convocação do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR). A decisão foi tomada após o depoimento do deputado Luis Miranda.

O parlamentar disse à CPI da Covid nesta sexta-feira (25) que o presidente Jair Bolsonaro afirmou que as suspeitas sobre compra da vacina indiana Covaxin eram coisa do "Ricardo Barros".

Miranda disse o nome do parlamentar em resposta à senadora Simone Tebet (MDB-MS).
Segundo o depoente, o nome foi mencionado quando ele se reuniu com o presidente para relatar as denúncias feitas pelo irmão Luis Ricardo sobre supostas irregularidades no contrato entre a Precisa e o Ministério da Saúde.

O líder do governo na Câmara afirmou que não participou de "nenhuma negociação" em relação à compra da vacina indiana Covaxin, cuja aquisição foi acertada em contrato do Ministério da Saúde com a Precisa.

"Não sou esse parlamentar citado. A investigação provará isso", escreveu Barros nas redes sociais. "Também não é verdade que eu tenha indicado a servidora Regina Célia, como informou o senador Randolfe. Não tenho relação com esses fatos.

Regina Célia é a fiscal do contrato do Ministério da Saúde com a Precisa. O presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), pediu a convocação da funcionária da pasta à CPI.

Fonte: Folhapress

Dê sua opinião: