Poderes

Iaspi suspende cirurgias eletivas para liberar leitos para pacientes com Covid-19

A Secretaria de Estado da Saúde trabalha para aumentar o número de leitos disponíveis Covid-19

Hospitais particulares estão avisando não ter mais vagas nos leitos para pacientes com Covid-19

Hospitais particulares estão avisando não ter mais vagas nos leitos para pacientes com Covid-19

O Instituto de Assistência à Saúde do Servidor Público do Estado do Piauí (IASPI) suspendeu, por 30 dias, as cirurgias eletivas para liberar mais leitos para atendimento de pessoas infectadas pela Covid-19 no Piauí. Estão mantidas as cirurgias oncológicas, oftalmológicas e outras mais urgentes, desde que a brevidade seja indicada pelos médicos. Esses pedidos de cirurgia serão analisados por uma junta médica.

O governador Wellington Dias lembrou que o Iaspi, mesmo sendo um plano com participação pública, é, em regra, um plano privado, então os pacientes são atendidos na rede hospitalar privada. A gente divulga todos os dias que vários hospitais reduziram leitos reservados para a covid-19 e abriram para cirurgias eletivas. Agora, quando a situação se altera, está correta a decisão de colocar mais leitos para uma doença que está matando. Estamos falando de cirurgias que podem ser alteradas", comentou Dias, em entrevista à TV Cidade Verde.

A Secretaria de Estado da Saúde, frisou, trabalha para aumentar o número de leitos disponíveis para pacientes com Covid-19., "Ao mesmo tempo, a própria Sesapi já fez uma reunião com a rede hospitalar e o setor privado. Ampliamos vagas na rede pública e solicitamos ampliação na rede privada. Caminhamos até aqui sem ter colapso”, disse.

Fonte: Iaspi

Dê sua opinião: