Poderes

Governo pretende alfabetizar 200 mil pessoas nos 224 municípios

O programa irá conceder um incentivo financeiro de R$ 400,00 para os beneficiados

Secretário da Fazenda, Rafael Fonteles, e o secretário da Educação Ellen Gera

Secretário da Fazenda, Rafael Fonteles, e o secretário da Educação Ellen Gera

O secretário estadual da Fazenda e coordenador do PRO Piauí, Rafael Fonteles, anunciou que o Governo do Estado enviará ainda esse mês um projeto de lei para Assembleia Legislativa que visa alfabetizar 200 mil pessoas em todo o Estado.

“Dentro do PRO Piauí Educação, será lançado ainda nesse mês de abril o maior programa de alfabetização de jovens, adultos e idosos da nossa história. Serão credenciadas instituições para atuarem nos 224 municípios do Estado com a meta de alfabetizar 200 mil pessoas ao longo dos anos de 2021 e 2022. Além do programa de alfabetização, será oferecido um incentivo financeiro para as pessoas que buscarem essa alfabetização, no valor de R$ 400,00. É importante ressaltar que esse incentivo financeiro veio num momento especial, que é esse momento da pandemia que gerou efeitos socioeconômicos muito graves na nossa sociedade”, ressalta Rafael Fonteles.
 
O coordenador do PRO Piauí ainda garante que haverá todo incentivo do Governo do Estado para que essas pessoas, mesmo pós-alfabetizadas, continuem na rede de educação de jovens e adultos, aumentando seu nível de escolaridade e tendo mais condições de prosperar na sociedade.

 

O secretário estadual de Educação, Ellen Gera, disse que o programa de Alfabetização de Jovens, Adultos e Idosos será encaminhado o mais rápido possível para a Assembleia Legislativa e logo depois serão publicados os editais de credenciamento.

“Devemos enviar o projeto de lei para que o programa seja transformado em uma política regulamentada pela Assembleia Legislativa. Na sequência, serão publicados os editados de credenciamento das entidades que vão oferecer os cursos de alfabetização. Serão milhares de pessoas alfabetizadas por esse programa. Mesmo durante a pandemia, a educação segue ativa no Estado do Piauí”, ressalta Ellen Gera.

Fonte: CCom

Dê sua opinião: