Poderes

Governadores pressionam e Anvisa libera a importação de 6 milhões de doses de vacina

Wellington Dias espera que em 90 dias o país vacine todos os brasileiros e assim possa "salvar vidas"

Wellington Dias se reuniu com outros governadores brasileiros

Wellington Dias se reuniu com outros governadores brasileiros

O governador Wellington Dias, que é presidente do Consórcio de Desenvolvimento do Nordeste, participou de videoconferência com governadores das cinco regiões do Brasil para tratar sobre a compra da vacina contra a Covid-19. Em agenda na cidade de Bom Jesus, no Sul do Piauí, Wellington Dias anunciou que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a compra de 6 milhões de doses da vacina pelo Instituto Butantan para continuidade dos testes no Brasil.

Wellington Dias representou o Nordeste na reunião da sexta-feira (23) e afirmou que o diálogo é fundamental para que a população tenha acesso às vacinas. “Os governadores das cinco regiões do Brasil estão dialogando com uma preocupação que é de todo o povo brasileiro, estamos falando de quase 160 mil pessoas que morreram pelo coronavírus e temos uma solução que é a vacina. Estamos tomando a vacina da H1N1 e ela vem da China e ninguém está reclamando. Então, não dá para tratarmos desse assunto na disputa pelo poder político, tem que ser tratado como algo de interesse maior e prioridade para o ser humano, mantendo o diálogo como caminho”, enfatizou..

A Anvisa liberou, na sexta-feira (23), a importação de 6 milhões de doses da CoronaVac, vacina chinesa que deverá ser produzida pelo Instituto Butantan, em São Paulo. “A boa notícia é que a Anvisa autorizou as primeiras vacinas para o Butantan. O que nós estamos defendendo: entrega-se uma primeira leva, cerca de 40 milhões de doses e em seguida entra a outra da Fiocruz pra ver se em 90 dias a gente vai vacinar todo mundo e com isso, com certeza, salvar vidas”, disse Dias.

As doses autorizadas pela Anvisa serão estudadas ao chegarem no Brasil, para saber se realmente são seguras e podem ser usadas pela população.

O governador do Piauí pretende ter uma reunião o ministro da Saúde, Eduardo Pazzuelo, para tratar sobre a vacina. “Eu, como governador, presidente do Consórcio Nordeste, estou articulando com outros governadores, pedindo uma agenda com o ministro Pazuello, nem que seja por videoconferência, para que possamos conversar para garantir o que foi uma grande vitória do Brasil para o enfrentamento do coronavírus nessa fase da vacina, isto é, a primeira vacina que tiver reconhecimento científico é ela que temos que comprar e distribuir para todo o Brasil e nós governadores, juntamente com os municípios estaremos integrados para que essa distribuição aconteça, é esse o caminho”, apontou Wellington Dias.

Fonte: CCom

Dê sua opinião: