Poderes

FMS determina o retorno dos profissionais afastados das atividades presenciais

A exceção para o retorno das atividades presenciais ficou somente para as gestantes e lactantes de crianças de até um ano de idade, conforme o regulamento

Sede da Fundação Municipal de Saúde (FMS), em Teresina

Sede da Fundação Municipal de Saúde (FMS), em Teresina Foto: Reprodução

O presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Gilberto Albuquerque, assinou na sexta-feira (8), a portaria Nº 03/2021, que estabelece as diretrizes e medidas para a retomada das atividades presenciais de profissionais afastados e prevenção de contágio e propagação do novo coronavírus no órgão.

O documento revoga as portarias FMS nº 71/2020 e nº 86/2020, que dispunha sobre as condições especiais de trabalho dos servidores em decorrência da pandemia, e estabelece medidas para a retomada das atividades presenciais dos profissionais afastados e/ou em trabalho remoto (home office) a partir do dia 11 de janeiro (segunda-feira) até 18 de janeiro. A exceção será para as gestantes e lactantes de crianças de até um ano de idade, de acordo com as condições determinadas na portaria.

"Estão convocados para o retorno da atividade presencial, marcado para o período do dia 11 de janeiro a 18 de janeiro de 2021, todos os profissionais da FMS afastados e/ ou em trabalho remoto (home office) com fundamento nas Portarias FMS n.º 71/2020 e nº 86/2020, con exceção das gestantes e lactantes de crianças de até um ano de idade que se enquandrem nas disposições do artigo 2º desta portaria", diz o documento.

A portaria entrou em vigor na sexta-feira (8), com efeito a partir do dia 11 de janeiro, e vigorará enquanto perdurar o estado de emergência em saúde pública, podendo ser revista a qualquer tempo.

Confira a Portaria:




Fonte: FMS

Dê sua opinião: