Demais Poderes

Bolsonaro volta a agredir jornalista durante inauguração no interior de São Paulo

A vítima do descontrole emocional do presidente foi uma repórter da CNN Brasil em Sorocaba

Bolsonaro volta a agredir jornalista em São Paulo: duas repórteres em menos de uma semana

Bolsonaro volta a agredir jornalista em São Paulo: duas repórteres em menos de uma semana Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro tem problemas com perguntas que o incomodam. Sobretudo, quando feitas por mulheres. É o que se depreende do segundo show de grosseria promovido por Bolsonaro nesta semana contra uma jornalista que o entrevistava. Depois de mandar uma repórter da TV Vanguarda, afiliada da Globo, calar a boca, o presidente gritou, nesta sexta-feira, com uma profissional da CNN Brasil em Sorocaba (SP), cujas perguntas chamou de "ridículas" e "idiotas".

Durante a inauguração de um centro de excelência em tecnologia no interior paulista, Bolsonaro se irritou ao ser questionado pela repórter sobre o atraso na compra de vacinas contra a covid-19 e a denúncia de irregularidade na compra do imunizante indiano Covax.

"Em fevereiro? Onde é que tem vacina para atender todo o mercado aqui e em todo o lugar do mundo? Responda", gritou Bolsonaro. Transtornado, Bolsonaro disse que a imprensa faz "perguntas idiotas" e "ridículas". "Para de fazer pergunta idiota, pelo amor de deus. Então, seguinte, vamos fazer pergunta inteligente, pessoal", afirmou, esbravejando. Bolsonaro disse que nunca houve corrupção em seu governo.

Veja o vídeo:

Completamente descontrolado com pergunta sobre Covaxin, Bolsonaro grita DE NOVO com uma repórter mulher, Adriana de Luca, da CNN. Tudo isso, com seus seguranças aos risos, ali atrás. pic.twitter.com/MCdjYXZ9Gm

— gente de mal (@gentedemal) June 25, 2021

Na segunda-feira ele mandou uma profissional da Globo calar a boca depois que o questionou sobre o não uso da máscara ao desembarcar em Guaratinguetá. "Essa Globo é uma merda de imprensa. Vocês são uma porcaria de imprensa. Cala a boca, vocês são uns canalhas. Vocês fazem um jornalismo canalha, canalha, que não ajuda em nada. Vocês não ajudam em nada. Vocês destroem a família brasileira, destroem a religião brasileira. Vocês não prestam", reagiu aos gritos o presidente da República nessa segunda-feira.

Como mostrou o Congresso em Foco na terça-feira, o presidente repete, assim, a truculência do general Newton Cruz, na ditadura. Em 1983, Cruz atacou um homem, o radialista Honório Dantas, que o questionou sobre democracia.

Fonte: Congresso em foco

Dê sua opinião: