Câmara Teresina

Aluísio Sampaio reclama da falta de segurança para zona rural de Teresina

O vereador do Progressista denuncia a falta de policiamento na periferia da capital

Vereador Aluísio Sampaio

Vereador Aluísio Sampaio

Em sessão na Câmara Municipal de Teresina (CMT) o vereador Aluísio Sampaio (Progressistas) chamou atenção para a falta de segurança efetiva na zona rural de Teresina. Ele defendeu maior frequência de patrulhas e policiamento, implantação de posto policial na região, como também maior incentivo por parte do governo pelo policiamento do Estado. O parlamentar tem recebido demandas dos moradores da zona rural e solicitação para intermediação do vereador para melhorias efetivas.

Ao visitar alguns povoados da cidade, os moradores apresentaram suas dificuldades e receio dos constantes assaltos e furtos que vêm acontecendo na região. " Faço um apelo à Secretaria de Segurança do Estado do Piauí e para Guarda Municipal de Teresina e Prefeitura, com relação ao policiamento na zona rural do município. Ontem fui convidado por alguns moradores da estrada PI-113 que liga Teresina a José de Freitas e de povoados que existem nesse local para tratar sobre a segurança pública na região. Está havendo a prática corriqueira de invasão das propriedades, cidadãos estão assustados, vulneráveis e não possuem mais liberdade de andar com seus pertences na rua, por receio de serem assaltados", disse o parlamentar.

Dentre as propostas de soluções, o vereador sugere que a Guarda Municipal reforce sua atuação, e assim, a Prefeitura de Teresina tenha um olhar mais efetivo para a zona rural. Aluisio Sampaio também cobrou investimentos urgentes no setor pelo Governo do Piauí.

Em declaração recente, o secretário de Fazenda Rafael Fonteles afirmou que o Piauí nunca esteve tão bem com relação às finanças. " Todas as regiões que estão mais afastadas do perímetro urbano de Teresina estão sofrendo constantemente com a falta de segurança pública. Pedimos para que haja maior investimento na segurança por parte do Estado e que faça mais concursos. Até pouco tempo atrás, o efetivo da Polícia Militar era o mesmo do governo Freitas Neto, da década de 1990. Melhorias precisam ser feitas e impostas, já que arrecadação do Estado bate recorde", conclui o progressista.

Fonte: Assessoria Parlamentar

Dê sua opinião: