Câmara Teresina

Neto do Angelim e Valdemir aderiram ao PT após serem escanteados pelo Progressistas

"Não temos motivo para continuar, já que o próprio partido nos empurra para essa situação", revelou o vereador

Valdemir, Rafael e Neto do Angelim:

Valdemir, Rafael e Neto do Angelim: "não temos motivo para continuar" Foto: Divulgação/Assessoria

Escanteado pelos líderes do Progressistas, inclusive o senador licenciado Ciro Nogueira, e pelo próprio pré-candidato a governador Sílvio Mendes (União Brasil), o vereador Neto do Angelim, afirma que cansou de tentar conversar e de ser  preterido pelo partido e acabou aderindo à pré-campanha do ex-secretário de Estado da Fazenda, Rafael Fonteles (PT).

Neto do Angelim lembra que procurou o pré-candidato da oposição Silvio Mendes (União Brasil) para conversar e também foi ignorado. “Não temos motivo para continuar, já que o próprio partido nos empurra para essa situação".

A gota d'água para o rompimento do Progressistas, segundo Neto do Angelim, foi o apoio dele ao deputado estadual Coronel Carlos Augusto (MDB), em quem vai votar para deputado federal nas eleições de 2 de outubro.

"Eu mesmo tenho mensagem para o ministro que queria uma conversa, um diálogo, que estava com Valdemir do meu lado e não tivemos esse retorno. Mas, continuamos no Progressistas e esperamos que entendam a nossa situação, já que é o próprio partido que fala que temos deputado estadual e federal, que não tem condições de ficarmos lá, eles mesmos alegam isso”, revelou o vereador.


Fonte: Redação

Dê sua opinião: