Câmara Teresina

“Tá fechado e não faz falta”, critica Jeová sobre inoperância dos terminais de ônibus

Segundo vereador, a população de Teresina não sente falta dos terminais, fechados no início da pandemia

O presidente da Câmara Municipal de Teresina, Jeová Alencar (MDB)

O presidente da Câmara Municipal de Teresina, Jeová Alencar (MDB) Foto: Reprodução

O vereador Jeová Alencar (MDB), em vídeo publicado nesta quinta-feira (15), voltou  a criticar o sistema de  transporte público na capital, o InThegra. Conforme o parlamentar, mesmo com mais de 120 dias que os terminais de integração foram desativados pela administração municipal devido a pandemia de Covid-19, a estrutura não fez falta a população teresinense.

“A população de Teresina sofre por causa do transporte público. Uma integração que não funciona. E o que é pior, a atual gestão não tem humildade para reconhecer e muito menos a coragem pra mudar. Na pandemia, todos os terminais estão fechados há mais de 100 dias, tá fechado e não faz falta”, disparou o vereador. 

Crítico do sistema InThegra

O parlamentar é um crítico do transporte público de Teresina desde a implantação do sistema InThegra, mesmo quando ainda era filiado ao PSDB, partido do prefeito de Teresina, Firmino Filho. Em outra publicação veiculada no início do ano, Jeová criticou a atual gestão municipal devido a falta de estrutura e compromisso com os terminais de ônibus coletivos na cidade. 

Quando o sistema ainda não havia sido suspenso devido a pandemia, o parlamentar também denunciou a falta de iluminação, atraso nos ônibus e ausência de climatização nas estruturas dos terminais, em especial na estação do Pio XII, localizada na Avenida Miguel Rosa, na zona Sul da capital.

Em 2019 o vereador chegou a ameaçar ingressar com uma ação no Ministério Público e pedir o cancelamento da licitação vigente no transporte público de Teresina, para que se possa licitar novas empresas que tenham a competência de cumprir com o serviço prometido. 

O parlamentar afirmou que eram diárias as reclamações da população teresinense Sobre a ineficiência do transporte público da capital. “Infelizmente o que nós temos hoje é uma das passagens mais caros do brasil, e um dos piores serviços prestados à população [...] A cidade não pode se calar, uma cidade que se cala não muda [...] Teresina não estava preparada para receber esse sistema. A verdade é essa e ninguém quer falar isso pra ninguém”, disse o vereador.

Fonte: Assessoria parlamentar

Dê sua opinião: