Deolindo Moura admite diálogos do PT com membros de outras legendas

O parlamentar confessou que o Partido dos Trabalhadores tem tido conversas com partidos da base do prefeito

Vereador Deolindo Moura

Vereador Deolindo Moura

O vereador petista, Deolindo Moura, em entrevista na manhã desta terça-feira (21), na Câmara Municipal de Teresina, comentou sobre a formação da chapa proporcional do Partido dos Trabalhadores em Teresina.

“Nós estamos discutindo uma chapa com 'pratas da casa,. No caso, candidatos que já foram testados algumas vezes, alguns deles vão se candidatar pela primeira vez. Nós esperamos ter uma chapa completa com os 44 nomes, todos eles com militância dentro do nosso partido, e pessoas que tenham um vínculo direto com o Partido dos Trabalhadores”, declarou o vereador.

Mesmo não considerando a chapa como fechada, o parlamentar se mostrou relutante quanto à filiação de novos vereadores já com mandato na capital.

 “Imagine só um nome que foi candidato 3 ou 4 vezes e que vê no nosso grupo a possibilidade de ser eleito vereador Eu acho que isso é frustrar as nossas expectativas inserindo  um candidato que  já veio de vários outros partidos,  de eleição em eleição. Eu acho que o  PT tem maturidade suficiente para garantir uma chapa competitiva para fazer 4 vereadores e quem sabe um quinto”, avaliou o vereador.

Já sobre as alianças consolidadas com os partidos aliados ao PT tanto a nível municipal quanto estadual, o vereador afirma que as negociações estão sendo consolidadas para a formação da chapa proporcional.

“Já existem conversas de bastidores e bem consistente com alguns partidos. E nós entendemos que esses partidos têm legitimidade de participar dessa chapa, bem como garantindo apoio para o deputado Fábio Novo, mas isso é uma coisa que ainda não está fechada. Nós temos tempo para trabalhar”, comenta.

Questionado sobre as possibilidades de aliança entre o PT e membros dissidentes da base aliada do prefeito de Teresina, Deolindo Moura confessou que os rumores têm fundamento e afirmou: “Fechar as portas, seria não estar dialogando com outros partidos. E no PT é justamente o contrário. Nós estamos dialogando com todos os partidos, buscando que a gente possa ter uma chapa mais competitiva possível, em busca do principal que é sanar os problemas da cidade de Teresina”.

Dê sua opinião: