Municípios

Secretaria das Mulheres faz ações de conscientização e prevenção contra violência

Com uma equipe psicossocial especializada, a ação orienta a população, especialmente mulheres em situação de vulnerabilidade, sobre como buscar auxílio para romper o ciclo de violência

Secretaria das Mulheres faz ações de conscientização e prevenção contra violência na Ladeira do Uruguai

Secretaria das Mulheres faz ações de conscientização e prevenção contra violência na Ladeira do Uruguai

A Secretaria de Estado das Mulheres deu continuidade, nesta quarta-feira (7), às iniciativas para garantir um Carnaval sem violência. A equipe da Sempi esteve na Ladeira do Uruguai, levando conscientização à população. A ação, inserida na campanha “Só se eu quiser… #NãoéNão”, baseada na Lei de Importunação Sexual (13.718/18), visa combater comportamentos impróprios não consentidos.

A equipe da Sempi vem divulgando canais de atendimento às mulheres vítimas de violência, buscando criar um ambiente saudável ao informar sobre as diversas formas de violência enfrentadas diariamente por mulheres. Com uma equipe psicossocial especializada, a ação orienta a população, especialmente mulheres em situação de vulnerabilidade, sobre como buscar auxílio para romper o ciclo de violência.

Durante a atividade, foram distribuídos materiais informativos contendo a rede de atendimento especializado para mulheres vítimas de violência. A mulher que sofrer violência física, psicológica, moral ou sexual, pode acionar um dos contatos da rede de atendimento especializada, que inclui Defensoria Pública, Tribunal de Justiça, DEAMs, Ministério Público, Patrulha Maria da Penha e Centro de Referência.

Em caso de emergência, a mulher pode enviar mensagem ou ligar diretamente para a Central “Ei, mermã, não se cale” pelo número 0800 000 1673, garantindo atendimento psicossocial e inserção na rede de proteção e monitoramento. É importante destacar que a ligação para a Central “Ei, mermã, não se cale” é encaminhada diretamente para a central da Polícia Militar, e a mulher também pode acionar o 180 (Central de Atendimento à Mulher) ou enviar mensagem pelo WhatsApp para o número (61) 99610-0108. Em caso de qualquer tipo de violência, a rede de proteção do Estado está pronta para agir e garantir o suporte necessário.

Fonte: SEMPI

Dê sua opinião: