Municípios

Rafael Fonteles destaca a filiação de lideranças políticas aos partidos aliados

O prefeito de Parnaguá, Alemão, deixou o Progressistas para se filiar ao PT

o prefeito de Parnaguá, Alemão, deixou o Progressistas e se filiou ao PT

o prefeito de Parnaguá, Alemão, deixou o Progressistas e se filiou ao PT Foto: Assessoria

O ex-secretário de Estado da Fazenda e pré-candidato a governadordo Piauí, Rafael Fonteles,  comentou o encontro do ex-governador Wellington Dias com a deputada Teresa Britto, do PV, que integra  federação com o PT e o PCdoB em nível nacional.

“Naturalmente, a gente está fazendo essas conversas com o Partido Verde local, com a deputada Teresa Britto, em especial, para ir aproximando as nossas ideias e, obviamente, para que a gente possa marchar junto com tranquilidade.  É  verdade que a deputada Teresa Britto teve seu papel independente do governo, faz o seu papel como parlamentar, fazendo as devidas críticas naqueles pontos em que ela acha que o governo precisa aperfeiçoar e isso é normal de qualquer parlamentar, inclusive da base, que também faz as suas críticas quando necessário para o governo acertar mais", ressaltou Fonteles.

Sobre a possibilidade de Teresa Britto fechar com o governo, Rafael Fonteles adiantou que está aberto a receber o apoio de todas as lideranças, do PV, do Republicanos, e até de partidos adversários. "Eu acho que tem tudo para gente caminhar junto nós estamos disponíveis para o diálogo e otimistas em marcharmos juntos com Partido Verde não só com a deputada Teresa Brito que é pré-candidato à reeleição como também o pré-candidato a deputado federal Jadiel Alencar e outros nomes que tenham no Partido Verde é realmente uma aliança importante inclusive programática dado que o partido dos trabalhadores é o partido que mais defende os defendeu em quanto foi o governo a questão da sustentabilidade a questão do meio ambiente e tem tudo para ser uma aliança programática de uma sintonia entre PT e PV".

O ENCONTRO - O pré-candidato a senbador pelo PT, Wellington Dias, garaantiu que todos os novos aliados, como os aliados de ontem, terão um tratamento de respeito. "Nós vamos tratar com todo carinho, com todo respeito, todo mundo bem recebido, trabalhando para a gente ter a vitória da deputada Teresa Britto, a vitória de Jadyel, a vitória de outros candidatos que se apresentaram. O que queremos é a força deste time, a vitória de todos esses partidos. Nós queremos o crescimento de todos os partidos e trabalhar junto para alcançar bons resultados nas eleições...  é um novo momento, o Rafael é parte de uma nova geração, não apenas na idade, mas em pensamento, que vai colocar suas energias, seu conhecimento, capacidade, novos caminhos para o edstado do Piauí fazer melhor. Na verdade é uma proposta de governo mais usado, um governo que vai colocar o Piauí cada vez mais em um patamar que ele merece muito", avaliou o ex-governador.


O PT - O novo presidente do Partido dos Trabalhadores no Piauí, ex-deputado estadual João de Deus, admitiu, no começo da semana, que o PT pode recorrer à direção nacional da federação e ao PV para resolver o impasse com a deputada Teresa Britto (PV). "Vamos nos comunicar com a federação nacional a fim de que possamos solucionar essa situação, porque não interessante você está participando do ponto de visto da partilha daquilo que será resultado do processo eleitoral que se avizinha remando em um barco diferente, vamos ter que tratar disso em algum momento”, admitiu.



FILIAÇÕES
- Em solenidade realizada na quinta-feira (28), na sede do Partido dos Trabalhadores, o prefeito de Parnaguá, Alemão, se filiou ao PT. Ele é mais uma liderança que deixa o Progressistas (PP) para reforçar o time de Rafael Fonteles e Wellington Dias para governador do Estado e para senador.

Junto ao prefeito de Parnaguá, também se filiaram ao partido nesta quinta-feira a vice-prefeita de Itaueira, Amanda Campos, que integrava o MDB, e a esposa de Rafael Fonteles, Isabel Fonteles.

 

O pré-candidato a governador pelo PT participou do ato de filiação e disse estar de braços abertos para receber novos aliados. “Está acontecendo um verdadeiro movimento de lideranças se filiando a partidos da base aliada do governo. São muitos, não apenas prefeitos, mas vice-prefeitos, vereadores, suplentes de vereador e lideranças comunitárias, que querem estar sintonizados com o povo e o povo está do lado do time da esperança”, afirmou.

De acordo com o prefeito de Parnaguá, a mudança de partido representa a chance de dar continuidade aos projetos da sua cidade. “O que quero para meu município é dar continuidade ao que estamos fazendo. Queremos que nossa cidade evolua cada vez mais, com diversas obras, e para isso as parcerias são essenciais. É nesse sentido e foi pensando em trabalhar mais e mais por Parnaguá que escolhemos marchar ao lado do time do povo”, disse Alemão.

Fonte: Assessoria

Dê sua opinião: