Municípios

Prefeitura de Guadalupe decreta Lockdown parcial no município

A gestora do município, Neidinha (PSD) foi recentemente diagnosticada com reinfecção por Covid-19

Prefeitura de Guadalupe, Neidinha Lima (PSD)

Prefeitura de Guadalupe, Neidinha Lima (PSD) Foto: Arquivo Pessoal

A prefeita do município de Guadalupe, Neidinha (PSD), decretou estado de calamidade pública e lockdown parcial na cidade devido ao avanço da Covid-19 no município. O documento, publicado no dia 10 de janeiro, estabelece o estado de calamidade até o dia 31 de janeiro de 2021, além de medidas de isolamento social durante o período de 11 a 17 de janeiro.

Em publicação, o secretário de Saúde do município, Paulo Rocha, esclarece que a decretação do decreto foi necessária devido ao avanço da doença no município, chegando a alcançar o pico de registros diários, com 30 notificações. 

Em postagem nas redes sociais , a prefeita Neidinha (PSD) que já foi diagnosticada com reinfecção pelo vírus, lamentou a situação de avanço da doença no município de Guadalupe: "infelizmente, o número de casos da Covid-19 em Guadalupe é crescente. Por isso, entrará em vigor um novo decreto, de 7 dias, com medidas mais duras para evitar aglomerações. A flexibilização do decreto vai depender do comportamento das pessoas e do número de casos da doença. Pedimos a compreensão e a colaboração de todos”, diz.

O documento ainda estabelece a obrigatoriedade do uso de máscara de proteção facial sempre que houver a necessidade de sair de casa, deslocar-se em via pública ou permanecer em espaços onde circulam outras pessoas.

Para os casos de infração pelo não uso do equipamento de proteção individual, o infrator poderá pagar multa no valor que pode variar de R$ 500 a R$ 1 mil para pessoas físicas e de R$ 1 mil a R$ 10 mil para pessoa jurídica.

Entre os estabelecimentos que estão impedidos de exercerem suas atividades no município estão: “Igrejas, Templos Religiosos ou Similares, Teatros, Museus, Centros Culturais, Bibliotecas, Casas Noturnas, Casas de Festas, Pubs ou Similares, Academias, Centros de Treinamento, Centros de Ginástica, Clubes Sociais e/ou de Serviços, Entidades Tradicionalistas, Entidades de Representação Sindical ou de Categorias, Estabelecimentos do Comércio e Serviços em Geral, Lava Jatos, Distribuidoras de Água e/ou Gás, Brinquedotecas, Espaços Kids, Playgrounds, Espaços de Jogos, Feiras Públicas de Qualquer Natureza, Exposições Públicas ou Privadas, Congressos e Seminários, Centros de Comércio, Lojas de produtos Agropecuários e/ou congêneres inclusive para venda de rações e/ou medicamentos, Açougues, Lojas de Materiais de Construção, Lojas de Roupas e Confecções, Lojas de Departamentos, Galerias de Lojas, Parques de Diversão, Salões de Beleza, Barbearias, Lojas de Conveniência, Lanchonetes, Bares e Restaurantes, dentre outros [...]”, estabelece o documento.

Ainda conforme o decreto, ficam autorizados a funcionar no município somente os estabelecimentos dos setores abaixo citados:

I. Farmácias, Unidades de Saúde, Clínicas Médicas, Laboratórios e Estabelecimentos Hospitalares;
II. Oficinas, Borracharias e Postos de Combustíveis;
III. Distribuidoras de Energia Elétrica e Saneamento Básico;
IV. Clínicas Veterinárias em regime de emergência;
V. Serviços de Coleta de Lixo e Limpeza;
VI. Serviços de Segurança Privada;
VII. Hotéis, Pousadas e similares desde que obedecidos todos os protocolos sanitários
estabelecidos, sendo vedado o funcionamento de restaurantes no interior destes
estabelecimentos, permitido somente o fornecimento de alimentação no quarto dos hóspedes.
VIII. Instituições bancárias (bancos e lotéricas) desde que obedecidas às orientações normativas
oriundas da Federação Brasileira de Bancos – FEBRABAN, Banco Central e das Vigilâncias
Sanitárias Estadual e Municipal, sendo recomendado o atendimento através de telefone ou
internet e se presencial, por agendamento;
IX. Serviços Postais.

Conforme os dados da Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi),desde o início da pandemia, a cidade de Guadalupe já registrou duas mortes e 330 casos confirmados do novo coronavírus.

Fonte: Prefeitura de Guadalupe

Dê sua opinião: