Municípios

Governo do Piauí reafirma parceria com Pastoral do Povo de Rua durante solenidade

Para ajudar no desenvolvimento do trabalho da entidade, existe uma parceria do Governo do Estado através de diversas secretarias

Governo do Piauí reafirma parceria com Pastoral do Povo de Rua durante solenidade alusiva aos 12 anos da entidade

Governo do Piauí reafirma parceria com Pastoral do Povo de Rua durante solenidade alusiva aos 12 anos da entidade

Representando o governador Rafael Fonteles, a secretária de Estado das Relações Sociais, Núbia Lopes, esteve presente na solenidade comemorativa dos 12 anos da Pastoral do Povo de Rua de Teresina. O evento foi realizado na manhã desta quarta-feira (7), no Plenário da Câmara de Vereadores da capital.

Na ocasião, o Pe. João Paulo contou a sua experiência em Portugal com a Pastoral de Rua e como trouxe esta iniciativa para a Arquidiocese de Teresina. A Pastoral foi criada em 2013 na capital e em 2020 inaugurou a Casa de Qualificação Profissional.

Para ajudar no desenvolvimento do trabalho da entidade, existe uma parceria do Governo do Estado através de diversas secretarias, como a Seres (Secretaria de Estado das Relações Sociais) e a SASC (Secretaria de Ação Social e Direitos Humanos). A secretária Núbia Lopes expressou sua gratidão pelo trabalho desenvolvido na Pastoral. “Destaco o cuidado de todos que fazem parte da Pastoral aos que são invisibilizados pela sociedade e reafirmo o compromisso do Governo nas parcerias com esta ação”, disse.

Francisco Wagner deu o seu depoimento como representante dos acolhidos e ex-acolhidos pela Pastoral, agradecendo a Deus e às autoridades presentes. “Em 2016, fui acolhido pela Pastoral, fiquei livre dos vícios e consegui voltar para minha família. Hoje sou pastor e agradeço àqueles que cuidam do povo de rua, esquecido e desprezado pela sociedade. Agradeço ao padre por ter acreditado em mim, quando ninguém mais acreditava”, disse.

Dom Juarez, em sua fala, destacou dois propósitos na solenidade. “O primeiro: o ato de reconhecimento da Pastoral como um sinal de Deus em nosso meio. O segundo: precisamos de políticas públicas de prevenção e também de assistência, já que a política se faz através de representação e participação”, afirmou.

A missão da Pastoral do Povo da Rua é possibilitar ao seu público-alvo espaços de integração, formação e qualificação para a reinserção social, através de ações que promovam o autoconhecimento e a autorreflexão, permitindo o resgate de valores pessoais e a responsabilidade por seus comportamentos e atitudes, através de oficinas alternativas.

A solenidade foi proposta pelos vereadores Dudu, Paulo Lopes e Elzuila Calixto. Estavam presentes o empresário Sílvio Leite; Francisco Wagner, representando acolhidos e ex-acolhidos; Pe. João Paulo, coordenador da Pastoral de Rua; Dom Juarez, arcebispo de Teresina; Dom Jacinto, arcebispo Emérito de Teresina; Nubia Lopes, secretária da Seres; além de vereadores e convidados.

Fonte: SERES

Dê sua opinião: