Municípios

Etipi desenvolve sistema para auxiliar nas ações de enfrentamento às drogas no Piauí

O Sistema de Controle de Acolhimento e Reinserção (Sicar), é uma solução que visa otimizar as operações da Cendfol no gerenciamento de dados, auxiliando na elaboração de políticas mais assertivas

Etipi desenvolve sistema para auxiliar nas ações de enfrentamento às drogas no Piauí

Etipi desenvolve sistema para auxiliar nas ações de enfrentamento às drogas no Piauí

O Piauí vive um momento de transformação digital, onde a tecnologia desempenha um papel fundamental em diversas áreas, colaborando com o maior desempenho nas atividades e no acompanhamento de dados mais precisos.  

Neste sentido, a Empresa de Tecnologia da Informação do Piauí (Etipi), em parceria com a Coordenadoria Estadual de Enfrentamento às Drogas e Fomento ao Lazer (Cendfol), desenvolveu o Sistema de Controle de Acolhimento e Reinserção (Sicar). Técnicos de desenvolvimento da Etipi se reuniram, nesta segunda-feira (10), com a equipe de acolhimento da Cendfol, onde determinaram os próximos requisitos a serem incrementados no sistema.  

O sistema é um software que auxilia nas atividades de tratamento, recuperação e reinserção social e familiar de dependentes de substâncias psicoativas. Esta solução tecnológica visa otimizar as operações da Cendfol, por meio do gerenciamento de dados, proporcionando uma gestão mais eficiente e integrada.  

Segundo a gerente de sistemas da Etipi, Mayara Luz, o Sicar foi desenhado para acompanhar de perto o processo de acolhimento e reinserção, permitindo um trabalho mais preciso e eficaz em cada caso.  

"Outros requisitos poderão ser acrescentados no decorrer do projeto, após o devido alinhamento com todos os participantes. Com uma estrutura ágil, o sistema fornece estrutura suficiente para que pessoas e equipes se integrem à forma como trabalham, ao mesmo tempo que adiciona as práticas corretas para otimizar suas necessidades específicas", afirmou Mayara.  

A tecnologia de forma transversal está presente em várias áreas. Neste caso, por meio do gerenciamento inteligente de dados, colabora com o enfrentamento aos problemas sociais e elaboração de políticas públicas mais assertivas.

Fonte: ETIPI

Dê sua opinião: