Municípios

Ex-prefeito diz que roubou menos do que o atual prefeito

A declaração foi dada pelo ex-prefeito José Maria Monção durante convenção do MDB e Progressistas para a prefeitura do município

José Maria Monção diz em convenção que roubou dinheiro público

José Maria Monção diz em convenção que roubou dinheiro público

Durante convenção partidária ocorrida na cidade de Cocal, norte do estado do Piauí,  ex-prefeito da cidade, José Maria da Silva Monção durante seu discurso admitiu que desviou recursos da prefeitura da Cidade, mas não mais do que a atual administração do município. Ao fundo do vídeo é possível ver o senador Ciro Nogueira, presidente nacional do partido, gargalhando ao ouvir as declarações do ex-gestor.


“Nós temos que mudar Cocal. Não é que Cocal seja o fim do mundo. Passa a administração todos padecem. Eu fui prefeito três vezes, eu sei o sofrimento, mas também não roubei o tanto que esse aí roubou não [ se referindo ao atual prefeito do município] esse é descarado. Esse tá afundando Cocal. Eu posso até ter tirado alguma coisa, dado para os pobres. A gente não pode ser tão sincero, tão certo. Se eu tivesse sido todo direito eu não tinha ido preso. Se eu fui preso tinha um motivo”, ironiza o ex-prefeito.

Monção foi preso no ano de 2015 após condenação pelo crime de falsificação de documentos do livro de atas da Câmara Municipal de Vereadores do município de Cocal para que suas contas fossem aprovadas no ano de 2010, para que ele pudesse se candidatar ao cargo de deputado estadual no ano de 2010. Ná época do ocorrido,  a sua ex-esposa, Zélia Maria de Sena presidia a Câmara de vereadores do município. 

O gestor foi condenado a dois anos e dezoito dias de reclusão, mas a pena foi convertida em prestação de serviços à comunidade e entidade pública.

Dê sua opinião: