Câmara dos Deputados

"Eleição será a mais competitiva e imprevisível da história", prevê Átila Lira

"[Silvio Mendes] Ele não se alinha com o Bolsonaro e, portanto, não vai fazer palanque para ele"

Deputado federal Átila Lira (PP-PI)

Deputado federal Átila Lira (PP-PI) Foto: Reprodução

A eleição de 2022 vai ser a mais imprevisível da história política do Piauí, palavras do deputado federal Átila Lira (PP-PI). “Essa é uma eleição das mais competitivas que eu já vi ao longo da história política aqui no estado. Ambos os candidatos ao governo são pessoas preparadas, que tem uma história de trabalho e uma história política respeitável”, avaliou parlamentar,  em entrevista à TV Cidade Verde, na tarde desta sexta-feira (6).


“O Ciro Nogueira lidera um grupo, que é um senador vencedor, trabalhador, é ministro. E o outro líder, Wellington Dias, é um homem que já foi governador 4 vezes. São dois grupos políticos que têm uma presença muito grande aqui no estado. É uma eleição difícil de se prever”, acredita.


Por ser do Progressistas, Átila Lira apoia o pré-candidato a governador Sílvio Mendes (União Brasil). O deputado acredita que Lula e Bolsonaro terão influência nas eleições no Piauí. “Nós vamos ter um quadro nacional que poderá influir nesses resultados. Não creio que se possa dizer, de antemão, quem é o vencedor. Aliás, vai vencer quem tiver mais voto”, brincou.


Sobre a decisão de Sílvio Mendes de não subir no palanque de Bolsonaro, Átila Lira desconversou.  “Isso é um pensamento que a gente tem que respeitar do nosso candidato Silvio Mendes. Ele não se alinha com o Bolsonaro e, portanto, não vai fazer palanque para ele. O partido dele, o União Brasil, terá candidato próprio ou vai liberar os candidatos do partido. É perfeitamente compreensível. O Sílvio Mendes é um homem definido, de princípios”

Fonte: TV Cidade Verde

Dê sua opinião: