Câmara dos Deputados

Merlong Solano propõe CPI para investigar omissão do Ministro da Saúde

Deputado propôs a instalação de CPI para apurar omissão em relação à crise na saúde em Manaus

Deputado federal Merlong Solano (PT-PI)

Deputado federal Merlong Solano (PT-PI) Foto: Assessoria parlamentar

Investigar se a omissão e a condução do enfrentamento à pandemia pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, contribuiu para o colapso do sistema de saúde de Manaus e outros municípios do país, bem como para o elevado número de vítimas por Covid-19 no Brasil. Esse é o objetivo do pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) assinado pelo deputado federal Merlong Solano (PT). O documento também foi assinado pelos demais deputados da bancada petista e todos os líderes de oposição da Câmara dos Deputados.

Aliado ao discurso do presidente Bolsonaro, o ministro criticou o isolamento social, omitiu dados sobre a doença no país e defendeu o tratamento precoce - sem comprovação científica - com medicamentos como a hidroxicloroquina. De acordo com Merlong, Pazuello foi omisso frente ao colapso da rede de saúde da cidade de Manaus, o que causou a morte de centenas de pessoas asfixiadas.

“Temos um Governo Federal e um ministro da Saúde que não reconhecem a gravidade da situação. A Covid-19 já matou mais de duzentos mil brasileiros. É inadmissível o que estamos vivendo: atraso na vacinação, colapso nas redes de saúde, falta de oxigênio e um número cada vez maior de vítimas em nosso país”, lamenta Merlong.

O pedido pela abertura da CPI ressalta que a falta de planejamento, aliada à guerra ideológica de Bolsonaro, que politizou a vacina, causou atraso no início da imunização dos brasileiros. Destaca ainda o alerta dos especialistas de que a falta de ações mais duras para frear a pandemia, somada à negligência do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Saúde, colocariam em risco a capacidade de atendimento do sistema de saúde diante da enorme demanda.

Fonte: Assessoria parlamentar

Dê sua opinião: