Câmara dos Deputados

Fábio Abreu realiza carreata na região da Vila Irmã Dulce

Vários candidatos a vereador e simpatizantes da Coligação "A Mudança com a Força do Povo" participaram do movimento

O deputado Fábio Abreu voltou a participar das carreatas após se curar da Covid-19

O deputado Fábio Abreu voltou a participar das carreatas após se curar da Covid-19

O candidato a prefeito de Teresina Fábio Abreu (PL) sua primeira carreata após a recuperação da Covid19 na tarde desta quarta-feira (14). A carreata aconteceu na Vila Irmã Dulce e região.

O tradicional pôr do sol da capital deu um brilho diferente ao sacudir das bandeiras dos militantes e admiradores de Fábio Abreu, de sua vice, Pastora Diana e dos candidatos a vereadores da Coligação “A Mudança com a Força do Povo”.

Logo na concentração os paredões, os gritos de guerra e torcidas organizadas dos  militantes atraíram curiosos, moradores e simpatizantes  que acabaram se misturando com os cerca de 300 veículos mobilizados para circularem pelas principais ruas e avenidas da Vila Irmã Dulce e Região sul.

As irmãs Regiane, Ingrid Campelo e a amiga Maria Eduarda acompanharam todo o percurso e afirmaram votar no time do 22 por acreditarem na mudança e em melhorias na área da segurança e infraestrutura. "Queremos poder ir a uma academia sem sermos assaltados, queremos ser lembrados pelo próximo prefeito porque aqui ainda sofremos com a violência e a falta de água. Iremos com Fábio Abreu para trazer essas melhorias para nós jovens e para todos Teresinenses.Ao finalizar a carreata, Fábio Abreu agradeceu toda a mobilização de suas lideranças e principalmente a vibração dos militantes. Para ele, a movimentação e o carinho recebido pelas ruas mostra que os teresinenses irão reconhecer a vitória no dia 15 de novembro. "É muito bom receber todo esse reconhecimento de carinho, através de cada olhar, de cada conversa de cada acolhida sentimos que, com fé em Deus seremos todos vitoriosos, nós o 22 e as milhares de famílias teresinenses" destacou.

Fonte: Assessoria Parlamentar

Dê sua opinião: