Câmara dos Deputados

Deputada Rejane Dias apresenta emendas à Medida Provisória do Auxílio Brasil

Uma das emendas torna o auxílio permanente e aumenta a renda per capita para meio salário mínimo para obtenção do benefício

Deputada federal Rejane Dias (PT-PI)

Deputada federal Rejane Dias (PT-PI) Foto: Zeca Ribeiro/Agência Câmara

A Câmara dos Deputados pode votar nessa semana a Medida Provisória (MP) 1076/21, que institui um benefício extraordinário para complementar o valor do Auxílio Brasil até chegar a R$ 400 por família. Visando ampliar o benefício, a deputada federal Rejane Dias apresentou emendas ao texto.



Uma delas torna o Auxílio permanente, aumentando a renda per capita para meio salário mínimo para obtenção do benefício.


Outras emendas permitem dispor o benefício em dobro para mulheres provedoras de família, famílias monoparentais, mulheres vítimas de violência doméstica, além de incluir DO lista de beneficiários, os detentores da guarda de crianças e adolescentes que ficaram órfãos durante a Covid-19.


Numa outra alteração no texto, a deputada sugere resgatar o valor do benefício de R$ 600,00 (seiscentos reais) e estender a pessoas que recebem o BPC, cuja renda familiar per capita seja igual ou inferior a meio salário mínimo.


“Temos uma chance de corrigir algumas distorções no Auxilio, que é na verdade, o antigo Bolsa Família, o qual precisa cumprir a sua função de amparo às pessoas e grupos sociais que, nesse momento, foram duramente impactados pela pandemia”, argumenta.


Fonte: Assessoria parlamentar

Dê sua opinião: