Alepi

Sessão solene na Assembleia Legislativa homenageia os peritos criminais do Piauí

A homenagem, nesta quinta-feira (14), foi proposta pelo do deputado Gessivaldo Isaías

Sessão solene na Assembleia Legislativa homenageia os peritos criminais do Piauí

Sessão solene na Assembleia Legislativa homenageia os peritos criminais do Piauí Foto: Assessoria parlamentar

A Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) realizou, na manhã desta quinta-feira (14), sessão solene em homenagem aos peritos criminais, peritos odontolegistas e dos peritos médicos legistas do Piauí, a homenagem foi proposta pelo do deputado Gessivaldo Isaías (Republicanos). O evento aconteceu no plenário Waldemar Macedo e contou com a participação de diversos representantes da categoria.

Gessivaldo Isaías destacou a importância dos peritos para o curso das investigações. "Os peritos desenvolvem uma atividade te suma importância para a segurança pública, principalmente nas investigações. A perícia é uma ferramenta essencial para ajudar no processo de investigação e busca pela verdadeira justiça. O perito criminal trabalha sempre em prol da justiça. A Alepi reconhece aqui a importância dessa categoria”, explicou.




Francisco Leal, presidente da Associação dos Peritos Criminais, Peritos Odontolegistas e dos Peritos Médicos Legistas do Estado do Piauí agradeceu a Alepi pela homenagem.

“Em nome da categoria agradeço a Alepi e em especial ao deputado Gessivaldo que tem sido um parceiro dos peritos oficiais do estado do Piauí, sempre buscando reconhecer o trabalho que desenvolvemos no nosso dia a dia na busca pela materialidade e autoria dos crimes”, ressaltou o presidente.






O Dia do Perito Criminal é celebrado em 4 de dezembro, em homenagem ao patrono da perícia criminal no Brasil, Otacílio de Souza Filho, que nasceu nesse mesmo dia. Otacílio Filho morreu tragicamente em 1976, após cair de um penhasco em Minas Gerais enquanto participava de uma investigação sobre duas mortes que haviam ocorrido no local.






Fonte: Assessoria parlamentar

Dê sua opinião: