Alepi

Franzé Silva afirma que "Bolsonaro é inimigo dos trabalhadores e do povo brasileiro"

“É um governo retrógrado e irresponsável, que tem tirado todos os avanços conquistados pela classe trabalhadora"

Franzé Silva participa de monifestação em Barras

Franzé Silva participa de monifestação em Barras Foto: Assessoria parlamentar

No deputado estadual Franzé Silva (PT) afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (PL) é “inimigo dos trabalhadores e do povo brasileiro”. Franzé se referia à classe trabalhadora em geral e, especialmente, aos trabalhadores rurais, uma vez que falava a agricultores familiares, por ocasião da solenidade de comemoração dos 50 anos de fundação do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Barras, região Norte do Piauí, nesse domingo (1°) – data em que também se celebra o Dia do Trabalhador.

 

“É um governo retrógrado e irresponsável [governo Bolsonaro], que tem tirado todos os avanços conquistados pela classe trabalhadora. De 2019 em diante, nos deparamos com o desmonte da política de incentivo ao homem do campo, por conta de um governo que desmontou todas as fontes de financiamento, como o Compra Direta, e outros incentivos ao pequeno agricultor e colocou todo o incentivo financeiro e tributário para o agronegócio, inclusive, agravando o desmatamento”, assinala.

 

“Precisamos trabalhar para termos um novo governo no Brasil que olhe para o pequeno agricultor, um governo democrático. Quem mais representou isso foram os presidentes Lula e Dilma e é essa política que queremos retomar em nível nacional, para uma agricultura familiar fortalecida, com capacidade de produção e comercialização, e com vida digna para que o pequeno produtor possa ter uma melhoria profissional, colocar seus filhos na faculdade e trabalhar de forma mais organizada”, pontua.

 

Franzé destaca que seu mandato tem apoiado os agricultores familiares no Piauí. “Temos uma série de leis por mim elaboradas com foco na agricultura familiar. Fizemos um trabalho muito próximo ao ex-governador Wellington Dias para reorganizar a rede Emater, para ampliarmos o apoio ao homem do campo. A nossa esperança é manter no Estado esse governo, que tem o olhar para a agricultura familiar, e ter no plano federal um governo, como é o do presidente Lula, olhando para o pequeno agricultor”, ressalta.

Fonte: Assessoria parlamentar

Dê sua opinião: