Alepi

Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher debate o número alarmante de feminicídios

Piauí registrou o maior crescimento nos crimes ligados a gênero em 2023: 202 ocorrências

Secretaria das Mulheres participa de caminhada contra o feminicídio em Altos

Secretaria das Mulheres participa de caminhada contra o feminicídio em Altos

A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher realiza, na próxima quarta-feira (12), a primeira audiência pública de 2024. No centro do debate o alarmante número de feminicídios no Piauí, mesmo em casos onde existem medidas protetivas. O debate, que vai acontecer no plenário deputado Waldemar Macêdo foi requerido pela deputada Simone Pereira (MDB), vice-presidente da Comissão.


O boletim Elas Vivem: Liberdade de Ser e Viver, elaborado pela Rede de Observatórios da Segurança, o Piauí registrou no ano passado o maior crescimento nos crimes ligados a gênero, foram 202 casos.




Segundo a deputada Simone Pereira, além dos crimes contra as mulheres, o objetivo da comissão é reunir ideias e subsídios que possam agilizar e implantar soluções para que as medidas protetivas impostas pela Justiça surtam efeito e possam proteger de fato as mulheres. “Convidamos por exemplo o secretário da Inteligência Artificial, pois acredito que podemos usar a tecnologia para facilitar o trabalho da Justiça e do policiamento no que diz respeito a proteger estas mulheres”, afirma.


Entre os convidados para a audiência estão o secretário de Segurança Chico Lucas, secretária da Mulher, Zenaide Lustosa, defensora Pública Carla Yascar, coordenação da Patrulha Maria da Penha, Tatiane Seixas do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, Beatriz Sousa, presidente da Comissão da Mulher OAB Piauí entre outras.

 

Fonte: ALEPI

Dê sua opinião: