Alepi

Júlio Arcoverde contabiliza oito deputados na oposição a Wellington Dias

Oposição se reúne com os enador Ciro Nogueira na próxima segunda-feira (14)

Deputado estadual Júlio Arcoverde, presidente do diretório estadual do Progressistas no Piauí

Deputado estadual Júlio Arcoverde, presidente do diretório estadual do Progressistas no Piauí Foto: Rennan de Sousa

O presidente do Progressistas no Piauí, deputado estadual Júlio Arcoverde,  comentou a saída do partido da base de sustentação do governo Wellington Dias na Assembleia Legislativa, depois do rompimento do senador Ciro Nogueira, no início do mês de agosto deste ano.

“Eu estou passando por uma nova fase da minha vida política, a vida da oposição. Confesso que posso até lá na frente mudar a minha opinião, mas estou muito feliz, animado, em fazer oposição. A sensação que eu tenho é de alívio, de sair da base do governo”, admitiu o deputado, que era o responsável pela indicação do ex-diretor do Detran-PI, Arão Lobão.

O parlamentar lembra que essa é a primeira experiência dele como oposição ao governo desde 2014. “Meu projeto é ter essa experiência na vida política de oposição. Eu desde quando ganhei a eleição na primeira vez, sempre fui da base do governo, sempre muito fiel, pra gente ser fiel, a gente acaba muitas vezes se “prostituindo” em alguns pensamentos, em algumas diretrizes da vida”, assumiu.

Sobre a união de forças da oposição no parlamento estadual, o líder do Progressistas afirmou que o partido irá realizar dentro das próximas semanas um novo encontro, com a expectativa de reunir pelo menos oito deputados estaduais.

"A partir de segunda-feira iremos fazer uma reunião. Contamos aqui já com oito deputados de oposição, esperando o nosso líder, Ciro Nogueira chegar neste final de semana, fazer algumas reuniões, para segunda-feira já fazer uma reunião da bancada estadual de oposição”.

Além de Gustavo Neiva (PSB), Marden Menezes (PSDB) e Teresa Brito (PV), devem compor a oposição os deputados do Progressistas Júlio Arcoverde, Lucy Soares e  B. Sá. Ainda não há uma definição sobre a ida para oposição dos deputados progressistas Firmino Paulo, Hélio Isaías e Wilson Brandão.   

Fonte: Redação

Dê sua opinião: