POLITICANDO

Ex-vereador é absolvido da acusação de ser o mandante da execução de Donizetti Adalto

Djalma Filho ficou 24 anos e cinco meses à espera de julgamento pelo Tribunal Popular do Júri de Teresina

Ex-vereador Djalma Filho falou para o Tribunal Popular do Júri

Ex-vereador Djalma Filho falou para o Tribunal Popular do Júri

O ex-vereador de Teresina, Djalma Filho, foi absolvido da acusação de ser o mandante do assassinato do jornalista Donizetti Adalto, morto em 19 de setembro de 1998 na capital piauiense.

O Tribunal do Júri se reuniu nesta quarta-feira (27) e decidiu, por 4 votos contra 1, pela inocência de Djalma Filho. A sessão foi presidida pelo juiz Antonio Reis de Jesus Nollêto da 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri de Teresina.

Durante o seu depoimento, o ex-vereador afirmou que a acusação feita contra ele não era verdadeira. O julgamento de Djalma Filho aconteceu 24 anos e cinco meses da execução sumária do jornalista Donizetti Adalto.


Fonte: TJ-PI

Dê sua opinião: