POLITICANDO

Comandante da PM rebate críticas ao uso de bicicletas no patrulhamento das cidades

"Não vou enfrentar a criminalidade dessa com bicicleta, isso seria um absurdo", reagiu o coronel

Coronel Scheiwann Lopes com a governadora Regina Sousa

Coronel Scheiwann Lopes com a governadora Regina Sousa Foto: CCom/Paulo Barros

O comandante-geral da Polícia Miliar do Piauí, coronel Scheiwann Lopes, reagiu às críticas nas redes sociais e dos deputados de oposição na Assembleia Legislativa à proposta do ciclopatrulhamento.  O novo comandante pretende implementar o uso da bicicleta nas principais cidades do Piauí.


"É claro que não vou enfrentar uma quadrilha que é especialista em assalto a banco, como o Novo Cangaço. Não vou enfrentar uma criminalidade dessa com bicicleta, isso seria um absurdo, mas sim para o policiamento que faz, como as patrulhas de praças", citou o coronel. 


Um projeto piloto será desenvolvido em Teresina.  "Estamos com o projeto piloto, que é um teste. Vamos implementar e vamos avaliar a sua eficiência. Se for avaliado pelo alto comando como um policiamento a ser implementado, a gente vai evoluir", afirmou o militar.

"Não tem como colocar uma viatura dentro de uma praça, pois há pessoas caminhando ali, por isso colocamos o policiamento a pé. Como a praça é grande e o deslocamento é lento, colocamos essa ferramenta para equipar o policial, que é a bicicleta. Ela dá mais agilidade e pode fazer uma abrangência maior em pouco espaço de tempo", argumentou o comandante-geral da PM.

Fonte: Redação

Dê sua opinião: