PODER

Wellington Dias é quem vai decidir sobre a permanência do PL na base governista

"Fica pra ele, até porque tenho muitas questões para resolver", esquivou-se Regina Sousa

Vice-governadora do Piauí, Regina Sousa

Vice-governadora do Piauí, Regina Sousa Foto: Ascom/Vice-governadoria

O governador Wellington Dias vai permanecer em Glasgow, na Escócia, até o final do mês de novembro, cumprindo quarenta de dez dias, depois de contrair Covid-19 – mesmo tendo recebido duas dose de vacina contra o novo corona vírus. Quando retornar, já vai encontrar um “abacaxi” enorme para descascar: o permanência do PL na base governista, depois da chegada de Bolsonaro ao partido.

Bolsonaro se filia ao Partido Liberal no dia 22 de novembro. Wellington Dias só retorna ao Piauí no dia 28. Até lá, nada muda, segundo a governadora em exercício Regina Sousa (PT). “Fica pra ele até porque tenho muitas questões para resolver. A política a gente delegou para ele discutir e ninguém vai morrer se esperar mais 14 dias”, ponderou a governadora.

Regina Sousa  conversou com Wellington Dias, que está bem, segundo a governadora. “Ele está bem. Teve febre anteontem e hoje não teve mais. Ele sempre teve problema na garganta e estava tratando achando que fosse isso. Mas está muito bem, agora as leis lá são rígidas. Não importa se os sintomas são leves, são 14 dias sem em isolamento sem botar o pé fora”, ressaltou

A equipe que acompanhou o governador na COP26 testou negativo e retorna ao Piauí neste sábado (13).

Fonte: Paulo Pincel

Dê sua opinião: