Soltura de presos revolta a polícia e deixa Teresina em pânico

Aumentaram os assaltos, arrombamentos, roubos e furtos em Teresina

Desconhecidos circulam em atitude suspeita no bairro Morada Nova, na zona Sul de Teresina

Desconhecidos circulam em atitude suspeita no bairro Morada Nova, na zona Sul de Teresina Foto: Reprodução

Enquanto a população sofre com o aumento da criminalidade, sobretudo de assaltos, arrombamentos, roubos e furtos que aumentaram assustadoramente nas últimas 72 horas, policiais civis e militares não escondem a revolta por conta da decisão de sexta-feira (20), do juiz da Vara de Execuções Penais de Teresina, José Vidal de Freitas Filho, de soltar todos os presos do regime semiaberto que eram mantidos no sistema penitenciário do Piauí. A decisão vale até 31 de maio. Enquanto isso, esse presos estarão livres monitorados por tornozeleira eletrônica.

O secretário de Estado da Segurança do Piauí, Fábio Abreu, reagiu à decisão do magistrado nesta terça-feira (24) depois de receber dezenas de reclamações dos comandantes de Batalhões na capital e no interior relatando que a população dos municípios pede socorro por conta do aumento a criminalidade.

"Temos observado que tem aumentado o número de homicídios e algumas ocorrências relacionadas a roubo, exatamente em função desses indivíduos que estavam presos. Vamos estar com mais esse trabalho", reclamou o secretário,

"Sem dúvida os crimes aumentaram. Estando na rua logicamente que não vão fazer outra coisa a não ser roubar ou acertar as contas entre eles. É mais um trabalho recapturar. É inevitável que eles não retornem para o sistema, pois são irrecuperáveis", previu.

Os presos beneficiados cumprem pena na Colônia Agrícola Major Cesar Oliveira, Penitenciária Feminina de Teresina, Unidade de Apoio ao Semiaberto, Penitenciária José Ribamar Leite, Penitenciária Irmão Guido e Unidade de Apoio Prisional.

"Os apenados beneficiados com a prisão domiciliar excepcional e temporária, na forma desta Portaria, que não tenham autorização para o trabalho externo, deverão ficar recolhidos em sua residência durante todo o dia, até 31 de maio deste ano, não podendo sair da residência, sem autorização judicial, salvo para atendimento médico urgente", afirma o juiz na portaria. Difícil é saber quem vai fiscalizar o "isolamento" dos presos em casa. Muito sequer residem em Teresina. 

Na tarde desta terça-feira, muitos homens circulavam pelas ruas, quadras e avenidas do Morada Nova, na zona Sul de Teresina,  pedindo comida e carregando sacolas com alimentos. A PM abordou alguns desses pedintes e mandou que eles fossem para casa.  

Vários homens apareceram carregando sacolas na tarde desta terça-feira (24) nas ruas do bairro Morada Nova
Foto: Reprodução

Dê sua opinião: