PODER

Prefeito desiste de empregar a esposa e acirra a briga pelo cargo entre vereadores

A primeira-dama Samara Conceição não será mais secretária municipal de Economia Solidária

Prefeito de Teresina, Jose Pessoa Leal, o

Prefeito de Teresina, Jose Pessoa Leal, o "Dr. Pessoa" discursa na Câmara Municipal de Teresina Foto: Rômulo Piauilino / Semcom

Depois que o prefeito de Teresina, José Pessoa Leal, o Dr. Pessoa (Republicanos),  desisitiu de nomear a esposa, Samara Conceição na Secretaria de Economia Solidária (Semest), houve festa entre os aliados do Palácio da Cidade na Câmara Municipal. Tinha gente esfregando as mãos e lambendo os beiços, de olho no cargo que seria ocupado nesta sexta-feira (13) pela primeira-dama da capital.

Um dos mais afoitos era o vereador Capitão Roberval Queiroz (União Brasil), que considera "natural" que os aliados queriam participar da gestão. “É normal que os vereadores possam participar da gestão, sim. Até janeiro deste ano nenhum vereador tinha participado da gestão ainda, então, isso é normal, a conversação do partido, dos vereadores que estão na base, defendendo o partido”. 


“Nada fora do normal... É uma avaliação do prefeito, até mesmo [o nome] da primeira-dama, que é uma pessoa que contribui ou como secretária ou como primeira-dama, como ela já vem contribuindo, andando na zona rural, tentando solucionar esses problemas. Foi uma decisão dela em consenso com o prefeito e ela vai contribuir ao lado dele como primeira-dama”, disse sobre a não nomeação de Samara Conceição. A primeira-dama já tinha encomendado o vestido para a festa, que acabou cancelada, depois da repercussão negativa da intenção de Dr. Pessoa de empregar o quinto familiar na prefeitura.

Fonte: Paulo Pincel

Dê sua opinião: