PODER

MDB cansa das ameaças de Dr. Pessoa e começa a deixar a prefeitura

O primeiro a entregar o cargo foi o vereador Zé Nito, que deixou a SAAD-Sudeste

Vereador Zé Nito  (MDB)

Vereador Zé Nito (MDB)

O MDB cansou das criticas às suas principais lideranças e das ameaças repetidas, quase um "mantra", do prefeito José Pessoa Leal, o "Dr. Pessoa", de deixar o partido, e começou a desembarcar da Prefeitura de Teresina. Ou seja, Dr. Pessoa não vai precisar sair do MDB. O MDB vai abandonar o prefeito.

O primeiro a entregar o cargo foi o vereador Zé Nito, que deixou a Superintendência de Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD) Sudeste e retornou ao Plenário da Câmara Municipal de Teresina nesta quinta-feira (13).

Outros auxiliares de Dr. Pessoa estão de malas prontas para deixar a administração municipal, entre eles o presidente da Prodater, Jobson Filho; o  superintendente de Desenvolvimento Rural, Ricardo Monteiro; e a superintendente de Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD) Norte, Ana Paula Santana, que é esposa do deputado estadual Zé Santana, também amigo e afilhado político de Themístocles Filho.

"Ordem do patrão"
Durante a visita à Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Jacinta Andrade, zona Norte de Teresina, nesta quinta-feira, Dr. Pessoa vou a atacar presidente da Assembleia Legislativa, Themistocles Filho (MDB), afirmando que a saída de Zé Nito foi uma ordem do "patrão dele", referindo-se ao deputado.

“Fiquei com pena do meu grande amigo José Nito, foi uma determinação do patrão dele, do presidente da Assembleia, mandando ele entregar, é uma boa pessoa em todos os sentidos, focado, mas o patrão dele mandou ele entregar o cargo, ainda não tomei decisão, mas ele foi lá para entregar o cargo, com muita pena. Ele quase chorou e eu também”, contou Pessoa.

Já deu!
Fiel escudeiro Temistocles Filho, Zé Nito vinha aguentando as farpas de Dr. Pessoa contra o amigo e padrinho político, mas a paciência do vereador parece ter se esgotado nesta semana.

Acendendo vela para dois santos

A aproximação do prefeito da oposição, com direito a viagem a Brasília para conversa com o ministro-chefe da Casa Civil, senador Ciro Nogueira, presidente nacional do Progressistas, e com o presidente Bolsonaro, na terça-feira (11), apressou a debandada do MDB do Palácio da Cidade. O partido também deve deixar a base do prefeito na Câmara Municipal de Teresina, começando pelo presidente Jeová Alencar, que hoje conta com apoio de mais de dois terços dos vereadores.

Fonte: Paulo Pincel

Dê sua opinião: