João Vicente Claudino avisa que será candidato a prefeito de Teresina

O ex-senador João Vicente admitiu hoje a pré-candidatura à Prefeitura de Teresina em 2020

Firmino, Roberto Jefferson e João Vicente

Firmino, Roberto Jefferson e João Vicente

Uma quinta via surge na disputa pela prefeitura de Teresina, onde já estão lançadas as pré-candidaturas do Palácio da Cidade, com Kléber Montezuma; o emedebista Dr. Pessoa; do Palácio de Karnak, com Fábio Novo; e da segurança pública, com Fábio Abreu. O presidente estadual do Partido Trabalhista Brasileiro, ex-senador João Vicente Claudino, admitiu a pré-candidato à prefeitura de Teresina em 2020.

O ex-senador já vem falando em candidatura faz tempo, mas nesta segunda-feira (6) - de luto na política piauiense com a morte do deputado federal Assis Carvalho – afirmou em público que a candidatura a prefeito é uma possibilidade. Foi durante entrevista aos jornalistas Joelson Giordani e Elivaldo Barbosa, no  Jornal do Piauí (TV Cidade Verde).

"É um movimento que nasceu de uns 60 dias para cá. Não havia esse planejamento dentro do PTB. O PTB tinha, desde o ano passado para cá, uma estratégia definida para Teresina, claro que essa estratégia vem se modificando com o tempo, não só de compor chapa majoritária, mas também com o tempo passou a ter como foco principal a eleição de uma bancada para vereadores, onde o PTB já teve em tempos passados cinco vereadores na Câmara de Teresina, volta a ter presença na casa do Povo teresinense. Nasceu esse movimento. A pandemia, de certo modo, ela zera, coloca em segundo plano as estratégias políticas. Porque a visão primeira é a crise sanitária, aliada a uma crise econômica que nasceram com a pandemia. Esse movimento foi tomando corpo. Nós estamos nesse momento no momento de análise, estatísticas, conversando com outros partidos em Teresina. Dentro dessas avaliações, nessas próximas semanas nós tomaremos como definitivo o posicionamento do PTB”, garantiu JVC.

 "O PTB só tem dois caminhos muitos claros. Um que não estava nem programado, que é o da candidatura própria, mas que de maio para cá começou a aparecer essa possibilidade. O outro caminho é coligado com um candidato majoritário e fazer parte dessa estrutura política, sempre tendo como ponto importante o sentimento desse candidato e qual o projeto tem para Teresina para servir a nossa gente da nossa querida capital. Se não viabilizar a candidatura própria, e claro dentro do PTB o único nome que pode ser colocado é o meu nome", avisou.

Caso não viabiliza a própria candidatura, explica JVC, os candidatos e candidatas a vereadores é quem vão definir que rumo seguir. "Se não viabilizar a candidatura própria, quem decidirá o caminho do PTB, em qual coligação a nossa estrutura política será colocada à disposição, serão os próprios candidatos e candidatas a vereador, . Sempre coloquei isso de maneira muito clara, para que esse entendimento fosse o mais transparente possível. Não há problema com esses ou aquele candidato. O momento ainda não é de decisão. Vamos avaliar a candidatura própria do PTB e, no momento oportuno, após exaurimos essas análise e avaliações nós vamos colocar o PTB para tomar a sua decisão. Até porque agora nós ganhamos mais algum tempo porque as convenções só serão no mês de agosto”, acrescentou o ex-senador.

Fonte: Paulo Pincel

Dê sua opinião: