PODER

Governador reúne todo secretariado para cobrar resultados

“Vamos fazer um balanço daquilo que projetamos em diferentes áreas", adiantou Wellington Dias

Wellington Dias reuniu os auxiliares no Clube dos Diários, em Teresina

Wellington Dias reuniu os auxiliares no Clube dos Diários, em Teresina Foto: Roberta Aline/CCom

O governador Wellington Dias reúne todo o secretariado neste momento, no Clube dos Diários, no Centro de Teresina, para uma "prestação de contas" do que foi executado em cada pasta e para determinações sobre a sucessão estadual de 2022, com foco na adequação da gestão à Lei Eleitoral.


“É um ano desafiador porque teremos uma recessão, queda na economia. Peço a Deus que não, mas os sinais vão nessa direção, portanto, que a gente tenha como trabalhar uma reação no estado para garantir a circulação de dinheiro e gerar emprego e renda e criar condições para investidores privados”, adiantou o governador.  “Vamos estar fazendo um balanço daquilo que projetamos em diferentes áreas e ao mesmo tempo apontando como vamos trabalhar no ano de 2022, que além das regras normais, teremos as regras de um período de eleições, queremos cumprir a Lei”, acrescentou.

Os gestores da administração direta e indireta fizeramr um balanço do ano e debater os desafios e novas estratégias para 2022. No próximo ano, uma das principais metas do Governo do Estado será dar celeridade às obras e ações em andamento.


“Aqui foi possível fazer um balanço do que está em andamento e a orientação é dar prioridade à obras em andamento. Ao mesmo tempo, temos um plano de novas ações e vamos cuidar para que possamos cumprir todo o regramento, incluindo o do período eleitoral, e claro, para que possamos chegar a todos os municípios com ações, principalmente aquelas que melhoram a vida e que fazem o desenvolvimento chegar a lugares em que ainda não chegou. Chegaremos a bons resultados em 2022”, disse o governador Wellington Dias.


Segundo o secretário de Fazenda e coordenador do PRO Piauí, Rafael Fonteles, os planos para 2022 serão baseados, principalmente, no Projeto de Lei Orçamentária. “Isso é para garantir a conclusão daquilo que já está planejado, ou seja, do que está em processo de licitação, contratação ou em execução. Temos o melhor momento fiscal da história do nosso estado, com menor nível de endividamento e maior nível de investimentos, portanto há as condições objetivas para a conclusão do plano de obras e ações previstas no PPA e LOA”, previu.

Para 2022 o plano é acelerar ações e obras nas mais diversas áreas. Na saúde, serão intensificadas as construções, reformas e modernização de hospitais, além do fortalecimento da rede de atenção à saúde. Na segurança o foco será promover a gestão integrada do sistema de segurança pública, defesa social, justiça e trânsito. Na agricultura, o plano é acelerar infraestrutura e operações de crédito. Já na educação a meta é expandir o Programa de Alfabetização de Jovens e Adultos, Alfabetização na Idade Certa, Educação Básica, Universidade Aberta e campis da Universidade Estadual.

Todas as ações do Governo do Estado são realizadas com a finalidade de proporcionar melhoria de qualidade de vida, por meio do crescimento do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Hoje o Piauí possui um IDH de 0,697 e a meta é em chegar em 2023 com 0,743 e alcançar o nível máximo em 2030, com um IDH 0,8.

Fonte: Paulo Pincel

Dê sua opinião: