PODER

UFPI/Fiocruz alertam para uma média de 31 mortes diárias por Covid-19 no Piauí

O pior cenário aponta que o Piauí vai somar 4.763 mortes por Covid-19 em 1º de junho

Piauí registra mais de 3 mil mortes pela Covid-19

Piauí registra mais de 3 mil mortes pela Covid-19

Estudo realizado pelo Núcleo de Estudo em Saúde Pública da Universidade Federal do Piauí, em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o  Institute for Health Metrics and Evaluation (IHME), da Universidade de Washington, projeta uma média diária de 23 mortes por Covid-19 no Piauí até 14 de maio. O pior cenário aponta que 31 pessoas vão morrer por dia no Piauí. pelos números repassados para a Secretaria de Estado de Saúde (Sesapi), o Piauí deve somar 4.763 mortes por Covid-19 em 1º de junho.

Pelas projeções, no pior cenário, sem o uso adequado de máscaras por pelo menos 95% da população e sem medidas restritivas, haverá registro de 5.014 mortes com 31 óbitos por dia. Com a população usando máscaras, o índice de mortes cai para 7 mortes por dia.

O grupo de trabalho da Ufpi acompanha a evolução da pandemia desde abril do ano passado.

O professor Emídio Matos, que participou da pesquisa, explica que os estudos foram iniciados em abril do ano passado. “Já existe território no Piauí em colapso. E não adianta abrir vagas de UTI se não tem equipe, não tem insumos”, alerta o pesquisador.

Emídio Matos disse que a população caminha para uma “chuva ácida” e que os governantes não estruturaram a atenção básica para combater as doenças como a Covid-19.

 “É possível observar o momento que compreende a primeira onda dos casos, de junho a agosto de 2020. No fim da série histórica, identifica-se um aumento de novos casos da doença, apresentando uma tendência positiva, com um incremento de 19% quando comparado a 14 dias atrás”, aponta o estudo.

“Após os eventos das eleições (1º e 2º turno) e as festas de fim de ano, verificou-se uma tendência de aumento. Após o dia 13 de fevereiro, os casos começaram a aumentar, após reduções em dias anteriores. Ao se observar as regionais de saúde, verificou-se que as mais acometidas foram a Entre Rios (N=79.817), Cocais (N=19.816), Vale do Rio Guaribas (N=16.962) e Planície Litorânea (12.727) que concentram 74,6% de casos no estado”, revela a pesquisa.

Fonte: UFPI/Fiocruz

Dê sua opinião: